CARNAVAL 2019

Local para desfile das escolas de samba segue indefinido

Os desfiles das escolas de samba do Grupo Especial e de Acesso do Carnaval de Jundiaí estão marcados para os dias 2 e 5 de março, mas ainda sem local definido. Enquanto a Liga das Escolas de Samba de Jundiaí (Lijunes) confirma a Cidade Administrativa, próximo ao Terminal Hortolândia, como palco para os desfiles de rua, a administração pública diz que ainda não há definição do local.

A Unidade de Gestão de Cultura (UGC) estabeleceu que este ano os desfiles serão em dois dias com a participação dos dois grupos, mas como não há definição do local, não é possível estimar o valor a ser investido na infraestrutura. De acordo com nota enviada à redação do JJ, a unidade está em tratativas com a Lijunes para definir como será a infraestrutura oferecida nos desfiles, mas contará com apoio de parceiros para reduzir custos aos cofres públicos.

O presidente da Lijunes, Cassiano Tadeu Labayle Couhat Carraro, confirma que o desfile será na Cidade Administrativa. A Liga apenas aguarda pelas mudanças estruturais no local. Para ele, o lugar é estratégico e de fácil acesso aos foliões, uma vez que fica próximo a um terminal de ônibus. “É um local excelente porque tem lugar para estacionamento e é perto de um terminal urbano. Acredito que toda a estrutura para receber os foliões será apresentada pela administração.”

Quanto à verba recebida anualmente para custear parte das despesas das escolas, Carraro diz que todas as agremiações aguardam definições. “Por enquanto cada escola tem feito suas próprias atividades para conseguir as verbas e assim colocar suas escolas na avenida.”

VERBAS
Em função da necessidade de atender às exigências da Lei 13.019 (Marco Regulatório), o pagamento da primeira parcela para custear os gastos das escolas ainda não foi repassado, segundo informa a UGC. A pasta explica que a Lijunes apresentou um plano de trabalho, aprovado pela UGC e, a partir dessa aprovação, serão realizados os trâmites exigidos pela Lei para que o repasse seja efetuado. A expectativa é que a primeira parcela seja paga ainda este mês.

O Marco Regulatório foi instituído em 2014 com o objetivo de aprimorar as relações entre as organizações sociais e o governo estabelecendo regras que instituem acesso às verbas públicas. Com relação aos blocos carnavalescos, a Unidade de Gestão de Cultura lança este mês um edital de apoio para as entidades. Também como forma de reduzir os custos investidos, os blocos e escolas de samba realizam outras ações a fim de obter recursos para os desfiles.

Segundo a unidade, todos os assuntos ligados ao Carnaval, em especial segurança e trânsito, serão discutidos em reuniões futuras com a Unidade de Gestão de Infraestrutura e Serviços Públicos (UGISP), Polícia Militar, Guarda Municipal e Lijunes. No ano passado, o desfile aconteceu na avenida União dos Ferroviários, próxima a Estação Ferroviária, e não agradou grande parte dos foliões.

Rui Carlos

Rui Carlos

COMENTE

Loading Facebook Comments ...

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *