CONTRAIL

Jundiaí inaugura nova rota de cargas até o Rio de Janeiro

Operando em Jundiaí desde dezembro de 2017, a Contrail, responsável pelo Terminal Intermodal de Jundiaí (TIJU), inaugurou uma nova rota para o transporte ferroviário de cargas, ligando o Interior de São Paulo ao Rio de Janeiro. Com a novidade, a empresa espera crescer 20% em negócios atendendo clientes localizados nessas duas regiões, com um trem a cada cinco dias e transit time de dois dias.

Diversos fatores motivaram a Contrail a estabelecer este novo trecho, entre eles o aumento dos índices de roubo de cargas nesse trecho e também pela Política de Preços Mínimos do Transporte Rodoviário de Cargas. As empresas já possuíam uma certa dificuldade na oferta de transportadoras que atendiam a região do Rio de Janeiro e a operação ferroviária entra nesse cenário para aumento da capacidade logística com um melhor nível de segurança.

A infraestrutura ferroviária de Jundiaí até o Rio de Janeiro já existia, mas era operada somente para cargas a granel e não-industrializadas. Agora, em parceria com a MRS Logística, a Contrail passa a atender clientes com produtos industrializados. “A ferrovia se tornou uma opção mais competitiva e mais atrativa em relação ao transporte rodoviário com a redução de custos e aumento da capacidade de transporte”, explicou o gerente comercial da Contrail Diego Bueno.

Ainda sobre a questão segurança, com o transporte ferroviário, as empresas conseguem também diminuir o valor do seguro de carga. “Quando mostramos para a seguradora que o transporte da carga será ferroviário, conseguimos baratear o valor do seguro”, comentou Diego. “Os clientes apenas precisam se planejar para o aumento do transit time.”

Agora, a Contrail passa a atender desde fluxo de mercado interno e também abre uma nova opção para importação e exportação via Portos localizados no Rio de Janeiro. “Antes a região de Jundiaí era atendida apenas pelo Porto de Santos nos fluxos de importação e exportação. Agora a região conta com mais esta opção para atendimento via Portos localizados no Rio de Janeiro”, explicou Diego.

Entre os benefícios desta nova rota estão a segurança e a possibilidade de transportar um volume maior de carga, uma vez que um trem pode levar até 42 contêineres de 40 pés, por viagem, em cada trecho. “Conseguimos também beneficiar o cliente com sete dias de armazenagem sem custo no Rio de Janeiro e mais sete dias em Jundiaí: se o cliente não tiver espaço em seu centro de distribuição ou na fábrica para armazenagem, poderá aproveitar mais esta vantagem de administrar estoque em trânsito”, anunciou o gerente comercial.

Foto: Rui Carlos

COMENTE

Loading Facebook Comments ...

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *