ESTADUAL DA 4ª DIVISÃO

Paulista perde da Itapirense por 1 a 0 e cai para 3º do grupo 8

O Paulista foi derrotado pela Itapirense na manhã deste domingo por 1 a 0 (gol de Jonathan), em jogo realizado no estádio Dr. Jayme Cintra, em Jundiaí. Foi o quarto tropeço do Galo no Estadual da Quarta Divisão, o primeiro na segunda fase do torneio. Com a derrota, o Tricolor caiu de segundo para terceiro no grupo 8, permanecendo com quatro pontos. A Itapirense tem a mesma pontuação, mas é vice-líder da chave por ter feito dois gols, contra um do Galo. O Comercial lidera com cinco pontos e o Bandeirante tem apenas dois. Itapirense e Paulista voltam a se enfrentar no sábado que vem (4/8), às 15h, mas em Itapira. A partida, válida pela quarta rodada da segunda fase, será no estádio Coronel Francisco Vieira. No dia seguinte (5), às 10h em Ribeirão Preto, o Comercial recebe o Bandeirante de Birigui.

No primeiro tempo da partida deste domingo, o Paulista teve mais posse de bola e controlou bem a partida, porém, criou poucas chances claras de gol. Na verdade, Galo e Itapirense tiveram três chances cada, mas protagonizaram um jogo bem abaixo da média do Estadual da Quarta Divisão. O primeiro chute foi dos visitantes, aos 9’, com Caio, que errou o alvo. Aos 15’, Kevin bateu falta e assustou o goleiro André. O Paulista só chegou aos 17’ – Cuadrado parou no goleiro Caíque.

LEIA TAMBÉM MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O ESPORTE

Aos 31’, Carlinhos, que voltou à equipe tricolor após cumprir suspensão, cobrou falta nas mãos do goleiro da Itapirense. Três minutos depois, Kevin parou em André e, aos 36’, Carlinhos bateu para fora. Faltou ao Paulista jogar mais ligado para balançar a rede do rival. Os dois zagueiros do Galo, Papa Léguas e Carlos Júnior, levaram cartão amarelo, assim como o lateral da Itapirense Felipe Mota.
O segundo tempo começou sem alterações nas equipes, que retornaram mais ligadas, sem o ritmo lento dos 45 minutos iniciais. Aos 12’, quase Jonathan Brito marcou – o goleiro Caíque impediu a abertura do placar. Logo depois, o técnico Sérgio Caetano colocou o meia Moisés no lugar do lateral direito Léo Fernandes. Com isso, Natham virou defensor pelo lado do campo. Cinco minutos depois, o treinador do Galo trocou de atacante (Jonathan Brito por Wallace).

A partida logo esfriou de novo e a Itapirense passou a “gostar mais do jogo”. Faltava aos dois times, porém, o passe correto para uma conclusão certeira. Aos 25’, o atacante Vinícius Fleck substituiu o meia Rafael Sena para o Paulista ser mais ofensivo. Em sua primeira participação, Vinícius exigiu boa defesa de Caíque aos 27’. Dois minutos depois, Magno cabeceou sobre o travessão e Wallace, aos 30’, errou o alvo em boa avançada em velocidade. O Galo dava sinais de que partiria com tudo em busca dos três pontos.

A Itapirense explorava os contra-ataques e, aos 36’, abriu o placar: Jonathan aproveitou o vacilo da defesa dos donos da casa e balançou a rede de André. Um castigo para o Paulista, que vinha melhor, mesmo sem criar grandes chances. O Galo tentou pressionar, mas na base do desespero. Um empate no finalzinho seria bem-vindo, mesmo em Jayme Cintra.

Aos 50’, Cuadrado exigiu grande defesa de Caíque. Na sequência, um lance polêmico: o jogador Mailon desviou a bola com o braço dentro da área, mas o árbitro José Guilherme de Almeida Souza não marcou o pênalti. A Itapirense suportou a pressão e saiu do campo com a vitória. A renda do jogo foi de R$ 7.942 e o público, de 928 pagantes. O técnico do Paulista, Sérgio Caetano, disse ao final da partida que o time não fez neste domingo o que treinou ao longo da semana. “Quando há falhas, paga-se por elas. Tem dia que não dá certo o que planejamos. Não tivemos atitude”, destacou o treinador.

Foto: Rui Carlos

COMENTE

Loading Facebook Comments ...

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *