NOTÍCIAS
ÁUDIOS
PROGRAMAÇÃO
APRESENTADORES
PEÇA SUA MÚSICA
QUEM SOMOS
CONTATO
09/01/2017 05h00 - AGLOMERADO URBANO DE JUNDIAÍ
Prefeitos pregam união contra problemas comuns
Paulo Behr Ferro
pferro@jj.com.br
O ditado “a união faz a força” é a tônica do discurso dos prefeitos das sete cidades do Aglomerado Urbano de Jundiaí (AUJ) - três deles reeleitos em outubro do ano passado - sobre como vencer as dificuldades financeiras dos municípios a partir deste mês. Os chefes do Poder Executivo de Jundiaí, Luiz Fernando Machado (PSDB); de Cabreúva, Henrique Martin (PDT), atual presidente do AUJ; de Campo Limpo, Roberto Antonio Japim de Andrade (PROS); de Várzea Paulista, Juvenal Rossi (PV); de Louveira, Junior Finamore (PTB); de Jarinu, Eliane Lorencini (DEM); e de Itupeva, Marcão Marchi (PSD); são unânimes em admitir que os municípios, juntos, terão mais condições de reivindicar verbas estaduais e federais, além de buscar soluções que beneficiem toda a população do Aglomerado.

Os sete prefeitos não deixaram claras suas intenções de presidir o Aglomerado. Segundo Luiz Fernando, ele se reuniu em dezembro com os outros responsáveis pelas cidades do AUJ durante encontro promovido pela Empresa Paulista de Planejamento Metropolitano S.A (Emplasa). “Temos problemas em comum e precisamos discutir e buscar soluções favoráveis a todos. Não há como governar sozinho, principalmente nas áreas de mobilidade urbana e saúde”, ressaltou o prefeito de Jundiaí.

Ainda de acordo com Machado, a integração e alinhamento de ações serão fundamentais para o fortalecimento do Aglomerado. “Podemos partir dos exemplos das regiões metropolitanas que só avançaram porque trabalham em conjunto.”

Apenas três dos prefeitos da Região foram reeleitos: Henrique Martin, Juvenal Rossi e Junior Finamore. O chefe do Executivo de Cabreúva revelou que já houve uma reunião em novembro entre os prefeitos eleitos, na qual foram abordados os trabalhos que estão sendo realizados. “Um dos grandes avanços é a realização do Plano de Desenvolvimento Urbano Integrado (PDUI). Pedi empenho total para minha equipe para que, na elaboração desta proposta, sejam buscadas soluções necessárias para a mobilidade urbana, transporte e infraestrutura, problemas que assolam todas as cidades. A solução tem que ser urgente por parte do governo do Estado, por meio de projetos e investimentos. Entre fevereiro e março definiremos o novo presidente do Aglomerado, que terá pela frente o desafio de colocar em prática as ações do PDUI”, informou Henrique Martin.

Roberto Antonio Japim de Andrade ponderou que as sete cidades, unidas, poderão traçar estratégias que visem melhorar o desenvolvimento econômico da Região por meio de convênios. “Vamos avaliar a necessidade de buscar auxílio financeiro estadual e federal. Em Campo Limpo, ainda estou analisando o tamanho do nosso déficit orçamentário”.

O prefeito de Várzea, Juvenal Rossi, contou que toda a discussão regionalizada ganha força, já que, quando as cidades fazem reivindicações de forma conjunta, há maior probabilidade de sucesso quanto ao atendimento por parte dos governos paulista e federal. “Alguns problemas não conhecem fronteiras, como os da segurança pública e transporte, motivo pelo qual acredito que, na nossa Região, só tende a aumentar a busca conjunta por soluções de problemas comuns. É algo que já tem ocorrido entre os gestores das cidades do AUJ e a ideia é encontrar as alternativas viáveis que os prefeitos têm brigado conjuntamente”, emendou.

Resultados efetivos - Para Junior Finamore, o Aglomerado Urbano de Jundiaí é formado por municípios que se unem para traçar estratégias comuns para o desenvolvimento. “Neste sentido, o bom relacionamento entre os gestores é uma premissa para resultados efetivos. A expectativa para 2017 é de manter nosso planejamento, acompanhando o dinamismo das cidades. Acredito que logo na primeira reunião do ano (ainda sem data marcada) será possível apresentar as ações propostas aos novos prefeitos do AUJ”.

A prefeita de Jarinu, Eliane Lorencini, reforçou que esta reunião dos prefeitos das sete cidades do Aglomerado pode ajudar bastante. “Pedir em conjunto é bem melhor para todos”, resumiu. Marcão Marchi, de Itupeva, acredita que o relacionamento entre eles será muito bom. “Temos que nos unir para melhorar a Região. Não vou tentar ser presidente do AUJ porque tenho muito trabalho para consertar a minha cidade”, completou.

Outras notícias sobre NOTÍCIAS LISTAR TODAS
23/03 -  Furto de hidrômetros no Centro será investigado pela Polícia Civil
23/03 -  Com cortes próprios, açougues já registram aumento nas vendas
23/03 -  Cras Vista Alegre oferece curso para empreendedores
23/03 -  Trecho da rua Euclides da Cunha será interditado dia 25
23/03 -  Duo Vipi apresenta novo trabalho no Céu das Artes
23/03 -  ‘Mamãe’ transforma drama em poesia
22/03 -  Estudo aponta preservação e 1,6 mil nascentes em Jundiaí
22/03 -  Tite aposta em Firmino na vaga de Jesus
22/03 -  Dupla jundiaiense sobe no pódio em 3º lugar
22/03 -  Potencial hídrico da Serra do Japi é reserva para o futuro
Notícias
2014 © Jornal de Jundiaí - Todos os direitos reservados.
Acesse:
Projeto Gráfico: Marcelo Savoy | Desenvolvimento: //sithes.com