COTIDIANO

Falta de acessibilidade é desafio para inclusão de deficientes

Falta de acessibilidade e de criação de políticas públicas são os principais desafios enfrentados por pessoas com deficiência em Jundiaí, segundo relatam entidades do município. Psicóloga e coordenadora da Amarati, Silvana Gáspari Lo Monaco, afirma que em Jundiaí, assim como em outras cidades do Brasil, há muitas barreiras arquitetônicas que interferem na mobilidade.

“Além disso, há um número reduzido de transportes adaptados, bem como de profissionais nas áreas da saúde e da educação, que ainda estão construindo um conhecimento frente às pessoas com deficiência, e o preconceito são aspectos que andam na contramão da inclusão”, diz.

Foto: Rui Carlos/Jornal de Jundiaí

A Ateal, em nota, salienta que no caso da deficiência auditiva ainda falta acessibilidade em lugares públicos da cidade para aqueles que se comunicam em Libras, com objetivo de entender o que está sendo dito por outras pessoas que não utilizam esse recurso. “Isso poderia ser feito por meio de intérpretes ou aplicativos de tradução”, sugere.

Já a diretora executiva e coordenadora de áreas da Apae, Suely Angelotti, destaca que entre as deficiências, a intelectual é a menos priorizada. “A sociedade e as famílias têm a dificuldade de compreensão de quais são as limitações desse público”, ressalta. Presidente do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência, Ivanilde Oliveira de Jesus confirma que a cidade precisa corrigir calçadas irregulares. Além disso, reforça, que as pessoas devem estar conscientes sobre a utilização de vagas destinadas para cadeirantes.

“O conselho tem alcançado bom diálogo com o Poder Público, a fim de desenvolver políticas voltadas para a pessoa com deficiência. Jundiaí está desenvolvendo um mapeamento sociogeográfico sobre a pessoa com deficiência. Através desta ferramenta, a destinação de recursos públicos será melhor distribuída. A primeira fase desta iniciativa será apresentada no final de setembro”, descreve.

EVENTO
Para discutir questões como essas, a Prefeitura de Jundiaí promove na próxima semana, de 21 a 28, a 25ª Semana de Prevenção das Deficiências. A abertura do evento será no Teatro Polytheama, às 21h, com entrada gratuita, reunindo entidades e com apresentação de atividades artísticas e culturais de estudantes da rede municipal de ensino e coreografias de alunos do Peama.

Segundo o assessor de Políticas para a Pessoa com Deficiência, Marco Antônio dos Santos, o evento tem por objetivo chamar atenção às questões ligadas à prevenção. “As crianças são fundamentais nessa iniciativa, pois são multiplicadoras da causa e estão em processo de formação e desenvolvimento.” Após a abertura no dia 21, o evento acontecerá nas escolas da rede municipal de ensino, através de trabalhos que discutem o tema de prevenção. “Cerca de 10 mil alunos estarão inseridos nesta atividade”, encerra Marco Antônio.

COMENTE

Loading Facebook Comments ...

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *