SONHO REALIZADO

Após 12 anos de espera, famílias comemoram loteamento regularizado no Jardim São Pedro

“Um sonho realizado”. Assim definiu o operador Valdemir Antunes Neto, a respeito da regularização fundiária do loteamento no Jardim São Pedro, em Jundiaí, que depois de 12 anos de espera finalmente foi concluída. Segundo ele, o fato é histórico para todos que residem na localidade. “E, agora, poderemos desfrutar o momento com muita alegria e viver com mais tranquilidade”, diz.

O presidente da Associação de Moradores do Jardim São Pedro, Amado José de Oliveira, também comentou sobre a longa espera pela regularização. “Agora teremos segurança com nossos imóveis e a certeza que o lugar é nosso”, afirmou ele.

SOBRE O PROCESSO
De acordo com o diretor do Departamento de Assuntos Fundiários da Prefeitura de Jundiaí, Clóvis Pinhata Baptista, 48 matrículas individualizadas de regularização fundiária do loteamento serão entregues. “As famílias aguardavam a conclusão do processo, que não envolvia apenas a questão documental, mas também de infraestrutura”, explica.

O diretor detalhou que os processos de regularização exigem a existência de água encanada, esgoto, pavimentação das ruas e drenagem. “Para a aprovação, tudo deve estar resolvido, avaliado pelos órgãos da prefeitura e liberados para execução por parte dos moradores, ou também realizado pela administração municipal, através de parceria em alguns casos”, comenta.

CLIQUE AQUI E LEIA OUTRAS NOTÍCIAS SOBRE JUNDIAÍ

Baptista salientou que os custos dos projetos e de alguns itens de infraestrutura que faltam são arcados pelos próprios moradores. Para o diretor, a iniciativa proporciona amparo jurídico aos residentes, pois agora, de fato, o imóvel é da pessoa. “Com isso, o morador poderá comercializar o bem com segurança e, ainda, realizar um financiamento utilizando a casa como garantia”, afirma.

CERIMÔNIA
Para marcar a entrega das 48 matrículas individualizadas, a prefeitura realizará neste sábado (11), às 17h, uma cerimônia na praça localizada na rua Antônio João Passilongo.

COMENTE

Loading Facebook Comments ...

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *