SATISFEITOS

Consumidor jundiaiense começa a sentir queda no preço da gasolina

Consumidores de Jundiaí começam a sentir a redução no preço dos combustíveis, especialmente o da gasolina, repassado pelos postos na cidade. A reportagem do Jornal de Jundiaí percorreu ontem alguns bairros e notou a variação de preços em alguns estabelecimentos, mas todos apresentam queda em relação a semana passada. A gasolina, por exemplo, está sendo comercializada entre R$ 3,93 a R$ 4,25. Já o litro do etanol é vendido de R$ 2,58 a R$ 2,77, nos estabelecimentos consultados.

Para a comerciante Sirlene Cristina Passoni, de 45 anos, o valor praticado no momento é um “verdadeiro alívio”. “Essa economia reflete diretamente no bolso do trabalhador e espero que não pare por aí”, diz. Já a professora Margarete Bressanini, 57 anos, também espera que o preço do combustível continue baixando. “Fico feliz com essa queda no preço, mas tenho expectativa que a redução tenha sequência no ano que vem, principalmente no valor da gasolina”, afirma.

Dimas Floriano Jr., de 44 anos, que atua como caminhoneiro, conta que tem percorrido Jundiaí e notado a redução no preço dos combustíveis. “Isso é muito bom nós, consumidores, pois ajuda a economizar e contribui para o orçamento”, confirma, também reforçando que espera novas reduções. O vidraceiro Jeferson Moura, de 31 anos, por outro lado, diz que não sentiu a redução nas bombas. “No meu ponto de vista, essa queda só ocorreu nas refinarias e não chegou até nós. Sinceramente, não consigo notar essa redução, isso não refletiu no meu orçamento”, afirma.

Gerente de um posto de combustíveis no bairro Torres de São José, Clayton Basílio afirma, no entanto, que os combustíveis tiveram redução nos últimos dias. “Aqui, por exemplo, o preço do litro da gasolina caiu de R$ 4,54 para R$ 4,25. Já o etanol era vendido a R$ 2,99 e agora está por R$ 2,77”, compara. “Estamos apostando que daqui uma semana tenha mais uma baixa no preço do produto para o consumidor”, destaca Basílio. Em relação ao ano que vem, o gerente afirma que também está otimista. “Com o novo governo, espero e acredito que mudanças positivas para o setor serão notadas a partir de fevereiro.”

DIMINUICAO DO PRECO DA GASOLINA NOS POSTOS
SIRLEI CRISTINA PASSONI

COMENTE

Loading Facebook Comments ...

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *