PREPARAÇÃO

De olho no Enem, alunos e escolas de Jundiaí intensificam ações

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) acontecerá nos dias 4 e 11 de novembro e alguns colégios já começaram a intensificar as atividades de preparação, como aumentar a aplicação de simulados e a oferta de aulas de reforço. No colégio Divino Salvador, por exemplo, as disciplinas ministradas para os alunos do 3º ano do Ensino Médio já começam a ter alterações. “Os professores estão terminando o conteúdo programático do ano e vão começar a fazer uma revisão de tudo que foi passado, com foco nas dúvidas principais”, explica o coordenador, Rodrigo Lopes de Oliveira.

Ele diz que a escola auxilia na montagem da “tabela de estudos”, como chamam, para que cada aluno consiga focar nas matérias mais importantes para os cursos que desejam fazer na universidade. Rodrigo diz, também, que os estudantes são instruídos a estudar de forma “espelhada”. “A intenção é que eles estudem, durante a tarde, as mesmas disciplinas que foram ministradas naquele dia pela manhã. Isso melhora a assimilação do conteúdo”, explica.

Outra atividade que começa a ser ministrada com mais frequência nesta época do ano são as redações. No colégio, o 3º ano já trabalhou 32 temas diferentes ao longo do ano. “Estamos sempre de olho no que está sendo discutido nos jornais e a variedade nos ajuda a ter uma chance maior de acerto”, revela Rodrigo. Saúde, política e conflitos internacionais foram alguns temas já tratados.

Pré-Enem
Pela primeira vez o Divino ministra um curso preparatório apenas dedicado ao Enem, que é aberto a alunos e não alunos da escola. “O Pré-Enem nos surpreendeu. Esperávamos uma turma de 25 alunos e temos 37, do qual metade não é aluno nosso”, conta Rodrigo, que também coordena o projeto.

Para ele, o peso do exame em universidades nacionais e internacionais tem feito com que os alunos concentrem cada vez mais esforços nessa avaliação. “Em comparação a outros vestibulares, como a Fuvest e Unicamp, o Enem foca na interpretação, análise e comparação”, avalia.

As aulas começaram em agosto e se encerram no fim de outubro, com simulados e aulas de reforço durante seis horas, aos sábados. “Isso colabora para que os alunos se sintam mais confiantes na hora da prova”, afirma.

Maratona
Laura Luquim, 17 anos, é uma das alunas que topou realizar o curso preparatório em paralelo às aulas do “terceirão”. Ela pretende cursar Direito na USP e fazer o vestibular específico para isso (a Fuvest), mas está focando também no Enem, que oferece uma “segunda chance” de entrar na universidade desejada. A estratégia de Laura é estudar 3h30 por dia e ter um desempenho melhor nas disciplinas de humanas, onde o curso de Direito se encaixa. “Por isso, não me preocupo com questões aprofundadas de física, por exemplo. Foco em acertar as questões mais fáceis dessas disciplinas, pois valem mais ponto”, revela.

Foto: Rui Carlos

Foto: Rui Carlos

COMENTE

Loading Facebook Comments ...

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *