SOLUÇÃO VIÁRIA

Desenvolve SP dá aval para obra de ampliação da Ozanam

03Após a conclusão das obras no entorno das alças do viaduto do Córrego das Valquírias, com previsão de gasto de R$ 14 milhões, vindos do DesenvolveSP, a agência deu autorização ontem para o empréstimo de mais R$ 10,6 milhões para a obra de prolongamento da avenida Frederico Ozanam e a realização do Plano de Mobilidade Urbana.

O trecho – mostrado pelo JJ no dia 18 de abril – vai ajudar a desafogar o trânsito na avenida 9 de Julho no cruzamento com a avenida Luiz Latorre e na rotatória entre a 9 de Julho e a Frederico Ozanam.

Após a liberação do crédito e licitação, o prazo de obras é de oito meses. A intenção da construção deste trecho é desafogar o trânsito neste local e dar opção de fluxo para quem vem do Vetor Oeste ou mesmo da rua do Retiro. O valor é de R$ 8 milhões.

O gestor da Unidade de Gestão de Mobilidade e Transporte, Silvestre Eduardo Rocha Ribeiro, ressalta, entretanto, que as obras do viaduto do Córrego das Valquírias diminuíram de ritmo, à espera do crédito em conta, destes primeiros R$ 14 milhões, que ainda não vieram. “Não estamos parados, mas esperando o governo estadual liberar nosso financiamento.”

O crédito posterior do DesenvolveSP contempla ainda R$ 2,6 milhões para a construção do Plano de Mobilidade, exigência legal para cidades com mais de 60 mil habitantes.

Segundo Silvestre Ribeiro, o plano prevê diagnóstico e soluções para as diversas frentes do tema, contemplando corredores viários, transporte coletivo, soluções para pedestres, ciclovias e estrutura de rede de proteção. “Com esse crédito, poderemos abrir licitação para contratar a empresa responsável por este diagnóstico”, afirma.

Burocracia

Segundo o Desenvolve SP, o pedido de R$ 14 milhões foi enquadrado pela agência na linha de crédito Via SP, que financia projetos municipais destinado à execução de obras viárias. No momento, o projeto encontra-se em análise na Secretaria do Tesouro Nacional (STN), responsável por avaliar a capacidade de endividamento dos municípios.

Em relação aos R$ 10,6 milhões, a agência afirmou que ambos os pedidos também foram enquadrados na linha Via SP e agora seguirão para a análise da STN.

COMENTE

7 pensamentos sobre “Desenvolve SP dá aval para obra de ampliação da Ozanam

  1. Esperamos que as próximas obras de “mobilidade” incluam ciclovias para reduzir transito local de carros nos bairros.

  2. Desde criança escuto essa conversa que a Frederico Ozanan vai ser feita sua continuação que o correto seria ser ligada até no bairro do Residencial Jundiaí e varjao que acabaria com todo o transito da rodovia Dom gabriel paulino bueno couto e seria uma ótima oportunidade de tirar esse transito infernal da Dom Gabriel para os jundiaienses e região terem um acesso para o distrito industrial de JUNDIAÍ e retornarem para suas casas com facilidade e segurança lembrando que a Ozanan precisa de reforma desde a Várzea Paulista que esta um perigo.

  3. Ao invés de criticar, irei sugerir a reportagem do JJ que publiquem em reportagem especial de domingo (se possível), o projeto e seu conteúdo. Inclusive com os desenhos esquemáticos das vias. Muitas pessoas estão com dúvidas deste projeto e com razão. Será uma oportunidade para mostrar para cidade o real valor da obra. Penso que as autoridades municipais, representadas por engenheiros e gestores de trânsito não negarão as informações e demonstrarão de forma didática as vantagens do projeto. Somente assim ficará claro, se estamos no caminho certo ou errado. Fica ai a sugestão.

  4. ….agora que caiu a ficha do jundiaiense meu DEUS, foi dado alerta antes da inauguração e nenhum de nós fizemos absolutamente nada….por isso políticos riem da nossa cara… cara pálida.

  5. Caros, na realidade a obra do complexo foi feita a toque de caixa e as pressas para dar oportunidade do sr. Geraldo Alckmim inaugurar e usar de propaganda politica para sua campanha eleitoral. Pois bem, obra pela metade, faltam interligações e pelo visto vão demorar anos e anos para serem construidas, pois é um absurdo jogar o transito do vetor oeste na rua do Retiro, ou mesmo na Luis Latorre já saturada.
    Enfim essa obra de prolongamento da Frederico Ozanan, já era para ter sido feita a muitos anos, na Gestão do sr. André Benassi, e deverá ainda ser tema ou promessa para campanha de outros prefeitos, pois a principio o atual prefeito não deverá fazer mais obra nenhuma, pois nem limpar as praças ele consegue.
    Enfim a Frederico Ozanan deveria ser prolongada até a João Cereser, e ter uma marginal para liga-la à Rodovia em si, ligando até a DAE, mas promessa vai, promessa vem e ninguém fará mais nada. Perdi a esperança na ombridade dos políticos brasileiros, isso aqui vai virar uma Venezuela.

  6. Legal esse viaduto, facilita que as pessoas que optaram por não pegar a Pref Luis Latorre na altura do Eloy Chaves possam pega-la mais adiante, para ir ao centro não vejo grande mudanças e parece que toda a população que mantém o alto trânsito em horário de pico também.

  7. Haja milhões para passar meia duzia de carros e apenas em um sentido, já que o sentido contrário, ainda esta fechado e juro para vocês, me considero um ignorante, pois ainda não entendi, como ficará o fluxo de tráfego, depois que a segunda via for aberta, visto que o Viaduto termina na lateral da Av. do Cemitério dos Ipés, portanto criaria ou criará um cruzamento, no mínimo estranho no final do Viaduto, lá do lado da Av. do Cemitério.
    Bom os Engenheiros de Plantão que expliquem a obra e os Políticos de Plantão que expliquem um obra dessa tão vultuosa, vinda desde a época do Haddad, passando pelo Bigardi, que esta consumindo tanto dinheiro, com pouco valor agregado, pelo menos até agora.

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Loading Facebook Comments ...