24 HORAS

Em Jundiaí, portaria virtual é nova tendência em condomínios

A implantação de portarias inteligentes em condomínios de Jundiaí têm se tornado uma tendência, em virtude da economia gerada, conforme apontam especialistas. Em um residencial na cidade, a síndica Yalta Gomes dos Santos, que atua nesta função há três anos, afirmou que o local adotou o novo mecanismo por um motivo específico. “A substituição da portaria física pelo sistema digital tem relação com a situação financeira. A implantação gerou uma redução de 55%. Anteriormente, o gasto mensal girava em torno de R$ 15 mil e, com esse recurso, caiu para R$ 7 mil mensais”, explica.

Segundo Yalta, a portaria inteligente funciona 24 horas por dia, através de uma empresa de segurança, que possui uma base de monitoramento em Jundiaí, atuando em diversos condomínios da cidade. Questionada sobre o valor das mensalidades dos condôminos, Yalta ressaltou que as unidades são diferenciadas no residencial e, consequentemente, o custo não é semelhante para cada proprietário. Como exemplo, ela comentou sobre uma unidade que em setembro de 2015 tinha o valor de R$ 380,00 e depois da implantação da portaria inteligente passou a custar R$ 320,00.

Morador
Agnaldo Inácio, de 53 anos, reside neste condomínio e aprova a portaria inteligente. “Eu me sinto seguro. Acho que o risco do condomínio ser assaltado é menor em relação à portaria física, pois todo visitante precisa se identificar para ter acesso ao condomínio. Além disso, o valor da mensalidade teve redução, refletindo diretamente em meu orçamento”, opina.

Sistema
O diretor da empresa de segurança eletrônica que presta serviços no condomínio citado, José Ricardo Orlandini, afirmou que diversos residenciais estão buscando esse tipo de mecanismo para suas portarias. “A empresa atua em mais de oito municípios, incluindo Jundiaí. A procura pelo serviço tem aumentado gradativamente, assim como as contratações. Além disso, a especulação do projeto também está crescendo, pois muitos condomínios pretendem implantar o serviço no futuro”, descreve.

De acordo com Ricardo, o monitoramento a distância é todo eletrônico, através de uma base, onde é realizado o atendimento de entrada e saída de moradores e visitantes, por meio de biometria, cartões e controle facial. “Registramos tudo em sistema de áudio e vídeo”, explica. Segundo ele, a taxa condominial pode ter uma redução de 40% a 70%, dependendo do número condôminos no prédio. O sindicato destes profissionais, Sindifícios, afirma que há sete mil trabalhadores na categoria e que a terceirização vem prejudicando o setor.

Foto: Rui Carlos

COMENTE

Loading Facebook Comments ...

Comentário Sobre: “Em Jundiaí, portaria virtual é nova tendência em condomínios

  1. Cada um só pensa em seu próprio emprego, mas se esquecem que máquinas não consomem, ou seja
    cada pessoa desempregada é uma pessoa na cadeia de consumo, e isso uma hora ou outra acaba afetando o nosso emprego também.
    Além do mais não achei a economia tão grande assim.

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *