DENÚNCIA

Gata dá cria em imóvel vazio e filhotes estão abandonados

Vários filhotes de gato começaram a aparecer em uma clínica no Centro da cidade. A suspeita é que uma gata tenha dado cria em um imóvel abandonado na rua Cândido Rodrigues, nº 42, ao lado da clínica. Segundo uma funcionária do local, que não quis se identificar, o estabelecimento tentou de todas as formas contatar órgãos da prefeitura para recuperar os gatos, uma vez que a clínica não pode mantê-los por questões de higiene. “Ligamos na Prefeitura de Jundiaí, na Unidade de Zoonoses e no Departamento do Bem-Estar Animal (Debea) e ninguém nos dá suporte. Chegaram a nos recomendar que deixássemos os filhotes na rua!” diz, indignada.

O imóvel está para alugar há cerca de um ano. Os funcionários da clínica procuraram a imobiliária, que prometeu abrir a casa para ‘devolver’ os gatos ao local. “O problema é que os gatos vão sair de lá novamente ou vão morrer de fome, porque não sabemos o estado do imóvel”, conta.

Questionada, a Prefeitura de Jundiaí informou que o Debea recebeu uma solicitação sobre o ocorrido, mas que só tem autorização para castrar os animais e devolvê-los aos solicitante, não sendo possível oferecer acolhimento. Devido a limitações legais, o órgão também não está autorizado a indicar ONGs para qualquer serviço.

Confira a resposta na íntegra:

O Departamento do Bem-Estar Animal (Debea) informa que recebeu uma solicitação sobre o ocorrido, tendo sido explicado à solicitante que o órgão oferece o serviço de Captura/Esterilização/Devolução (CED) dos animais. Ou seja, os animais são castrados gratuitamente e devolvidos ao solicitante. No entanto, não é possível oferecer o acolhimento. Esclarece, ainda, que o órgão não pode, devido a limitações legais, indicar ONGs para qualquer serviço. O atendimento oferecido pelo Debea é realizado conforme prevê as atribuições do Decreto nº 25.639/2015 destinado a pessoas com renda até dois salários mínimos, ONGS e protetores, todos devidamente cadastrados na instituição. Atualmente, o órgão atende, diariamente, cerca de 85 animais que demandam cuidados específicos. O órgão atua, também, na prevenção do abandono de cães e gatos com ações de educação para a guarda responsável, oferta de castrações e campanhas de adoção. O acolhimento só é realizado em animais que necessitam cuidados especiais.

COMENTE

Loading Facebook Comments ...

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *