saúde

Jundiaí registra segunda morte suspeita de H1N1; três casos com alta já foram confirmados

A Prefeitura de Jundiaí registrou mais uma morte suspeita pelo vírus H1N1 na cidade este ano. É o segundo caso, em uma semana, que seguirá ao Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo, para análise clínica. De acordo com a Vigilância Epidemiológica, órgão ligado à Unidade de Gestão de Promoção da Saúde, 42 casos da doença foram notificados nos ambulatórios, pronto-atendimentos e hospitais de Jundiaí até agora. Vinte e cinco foram descartados, três foram confirmados e os pacientes já tiveram alta, e outros 14, incluindo as duas mortes suspeitas por H1N1, seguem em análise.

CLIQUE AQUI E LEIA OUTRAS NOTÍCIAS SOBRE JUNDIAÍ
Vacina
A vacinação contra a gripe em Jundiaí segue abaixo da meta estipulada pelo Ministério da Saúde. Segundo dados da prefeitura, 79.998 pessoas foram imunizadas desde o início da campanha até o último dia 5 de julho. Os públicos de risco com menor cobertura até agora são as crianças de seis meses a 5 anos, com apenas 69,13% do público estimado vacinados; e as gestantes, com 3.047 imunizações, o que corresponde a 69,73% do público esperado.

Por outro lado, as puérperas (até 45 dias após o parto) foi o público que mais procurou a vacinação em Jundiaí até agora: cobertura de 138,16%, quase 50% a mais do que o esperado pela Unidade de Saúde. Os profissionais de saúde também superaram a meta, com 117,95% do público estimado imunizado contra a gripe. Entre os idosos, a porcentagem de procura é de 95,82%.

A vacinação continua em todas as unidades básicas de saúde da cidade até que os estoques de vacina se esgotem. Para se vacinar, é só levar a carteira de vacinação à unidade mais próxima. Confira os locais CLICANDO NESTE LINK.

Foto: Rui Carlos/Jornal de Jundiaí

 

COMENTE

Loading Facebook Comments ...

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *