EMPREGOS E CONCURSOS
Jundiaí, 12 de dezembro de 2017
25/12/2016 10h12 - BENEFÍCIO

Trabalhador gasta em média R$ 99 por mês para complementar a refeição

Da Redação
redacao@jj.com.br
Entre as diversas possibilidades que uma empresa possui para motivar sua equipe e atrair novos talentos, oferecer um benefício que auxilia na alimentação do trabalhador é imprescindível para 93% das organizações brasileiras, de acordo com a pesquisa publicada no livro “40 Anos do Programa de Alimentação do Trabalhador - Conquistas e desafios da política nutricional com foco em desenvolvimento econômico e social”, lançado em novembro pela Fundação Instituto de Administração (FIA).
 
A pesquisa ainda revelou que o valor do benefício refeição é considerado baixo para 41% dos trabalhadores brasileiros, e metade deles gasta em média R$ 99 mensais para complementar o valor recebido dos empregadores para almoçar. Segundo a publicação, o Programa de Alimentação do Trabalhador (PAT) beneficiou 19,5 milhões de pessoas em 2015, onde 83,2% deste total é formado por trabalhadores que ganham até cinco salários mínimos mensais e 23,9% deles recebem o benefício refeição.
 
O resultado vai ao encontro do recente levantamento realizado pela Sodexo Benefícios e Incentivos em abril de 2016, com 1.186 pessoas em todo o Brasil, e que mostrou que o valor mensal do benefício refeição não dura até o final do mês para 81,51% dos trabalhadores. Entre os motivos para que o benefício não dure até o fim do mês, 42,81% declaram que o valor recebido é baixo, 40,5% apontam como causa os preços elevados das refeições próximas ao local de trabalho e 16,68% reconhecem que utilizam o benefício aos finais de semana.
 
Segundo Fernando Cosenza, diretor de Inovação da Sodexo Benefícios e Incentivos, os resultados não são uma novidade. “Este cenário reforça o impacto da utilização do benefício refeição nas finanças do trabalhador brasileiro. Com o aumento dos preços da refeição fora de casa, é fundamental fazer uma boa gestão do benefício na hora do almoço para que não seja necessário desembolsar parte do salário no fim do mês com essa finalidade.”, analisa Cosenza.
 
A publicação
O livro “40 Anos do Programa de Alimentação do Trabalhador - Conquistas e desafios da política nutricional com foco em desenvolvimento econômico e social” foi organizado pelo Professor José Afonso Mazzon, da Fundação Instituto de Administração, e viabilizado pela Associação das Empresas de Refeição e Alimentação Convênio para o Trabalhador – ASSERT, que atua há 35 anos no mercado de vouchers alimentação e refeição. A publicação aborda desde os fatores que levaram à implementação do PAT, passando pela experiência internacional com programas similares, seus impactos sobre a atividade econômica brasileira e o Produto Interno Bruto, até projeções para os próximos anos e oportunidades de expansão.
 
O Programa de Alimentação do Trabalhador
Instituído pela Lei nº 6.321 de 14 de abril de 1976 e gerido pelo Ministério do Trabalho, o programa garante a 19,5 milhões de trabalhadores brasileiros o acesso a uma alimentação adequada, além de incentivos fiscais às empresas participantes. Ao aumentar a qualidade de vida e a produtividade dos trabalhadores e suas famílias, este subsídio ajuda a aumentar também a lucratividade das empresas e a competitividade da economia brasileira.
 

Comente esta matéria 0 comentários
Seja o primeiro a comentar esta matéria!
Seu telefone e e-mail NÃO serão publicados!
* Campos obrigatórios! (caracteres restantes: 1000)
Li e estou de acordo com os termos e condições de uso do portal.
Outras notícias sobre EMPREGOS E CONCURSOS LISTAR TODAS
JORNAL DE JUNDIAÍ
política de privacidade anuncie conosco
editorias



Empregos e Concursos
Especiais


Motor
Mundo
Opinião
Polícia
Política
Repórter JJ
Turismo
cidades
Jundiaí
Região
entretenimento

Cultura & Lazer
Théo Faz & Acontece
esportes
tv jj


Na Ponta da Língua
Notícias
Periscope
Salão Duas Rodas

grupo jj
Fale Conosco
Repórter JJ
Quem Somos
Expediente
Anuncie
Assine o Jornal
Gráfica JJ
Termo e
Condições de Uso
2014 © Jornal de Jundiaí - Todos os direitos reservados.
Acesse:
Projeto Gráfico: Marcelo Savoy | Desenvolvimento: //sithes.com