BRASIL
Jundiaí, 27 de março de 2017
11/01/2017 14h53 - MICHEL TEMER

Presos vivem em situação desumana e quadrilhas preocupam país

Da Folhapress
redacao@jj.com.br
© Valter Campanato/Agência Brasil
Declaração do presidente acontece em meio a uma crise do sistema penitenciário nacional, com chacinas em presídios do Amazonas e de Roraima
O presidente Michel Temer disse nesta quarta-feira (11) que presos no Brasil vivem em condições desumanas e que as quadrilhas atuantes em presídios preocupam a segurança nacional. A fala ocorreu na abertura de uma reunião com ministros do setor de infraestrutura que tem por objetivo analisar o programa de concessões lançado em 2016, com a possibilidade de incluir novos projetos. A declaração do presidente acontece em meio a uma crise do sistema penitenciário nacional, com chacinas em presídios do Amazonas e de Roraima na primeira semana do ano.


Temer aproveitou para comemorar a redução da inflação oficial e também para relembrar o cumprimento de compromissos assumidos, principalmente com os parlamentares, como o pagamento de emendas. Durante sua fala, o presidente afirmou que, apesar da Segurança Pública não ser atribuição direta da União, aumentou as verbas para o setor, citando a liberação de R$ 1,2 bilhão no final do ano passado de recursos do Fundo Penitenciário para os governos estaduais.


"Meu desejo é que daqui a alguns anos não haja necessidade de anunciar a construção de presídios. Só escolas, postos de saúde etc. Mas o Brasil tem um longo caminho para esse efeito. Nesse momento, a realidade que vivemos exige a construção de presídios para retirar as condições, convenhamos, desumanas que os presos se acham", disse o presidente. 

O presidente afirmou ainda que as facções que dominam presídios têm "preceitos próprios" e que preocupam a segurança nacional. "Para surpresa nossa, até quando fazem aquela pavorosa matança, o fazem baseado em códigos próprios. Essa questão ultrapassa os limite da segurança para preocupar a nação como um todo", disse Temer. "Há uma preocupação da União com o fenômeno segurança pública, porque ele envolve hoje quase, vamos dizer assim, a própria segurança nacional". Após abrir o encontro com os ministros, Temer saiu para receber parlamentares que vieram falar sobre os problemas nos presídios do país.

Comente esta matéria 0 comentários
Seja o primeiro a comentar esta matéria!
Seu telefone e e-mail NÃO serão publicados!
* Campos obrigatórios! (caracteres restantes: 1000)
Li e estou de acordo com os termos e condições de uso do portal.
Outras notícias sobre BRASIL LISTAR TODAS
JORNAL DE JUNDIAÍ
política de privacidade anuncie conosco
editorias
Brasil
Cantinho Pet
Economia
Empregos e Concursos
Especiais
Especial 50 Anos
JJ Nos Bairros
Jotinha
Motor
Mundo
Opinião
Polícia
Política
Repórter JJ
Turismo
cidades
Jundiaí
Região
entretenimento
Agito
Cultura & Lazer
Estilo
Revista Estilo & Casa
Théo Faz & Acontece
Revista Hype
Revista Noivas
esportes
fotos
tv jj
Entrevistas
Na Cozinha
Na Ponta da Língua
Notícias
Periscope
Salão Duas Rodas
Seu Bolso
Simplesmente Vinho
grupo jj
Fale Conosco
Blog JJ
Repórter JJ
Quem Somos
Expediente
Anuncie
Assine o Jornal
Enquete
Rádio Difusora
Revista Hype
Revista Noivas
Ponto Onze
Gráfica JJ
Termo e
Condições de Uso
2014 © Jornal de Jundiaí - Todos os direitos reservados.
Acesse:
Projeto Gráfico: Marcelo Savoy | Desenvolvimento: //sithes.com