BRASIL
Jundiaí, 24 de junho de 2017
11/01/2017 19h03 - SOCORRO

Acordo entre Rio e governo federal é adiado para a próxima semana

Da Folhapress
redacao@jj.com.br
© Tânia Rêgo/Agência Brasil">
© Tânia Rêgo/Agência Brasil
Henrique Meirelles e Luiz Fernando Pezão anunciaram que equipes ainda vão trabalhar no "detalhamento" do acordo
O acordo do governo do Rio com a União foi adiado para o fim da próxima semana, segundo anunciaram nesta quarta-feira (11) o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, e o governador Luiz Fernando Pezão. No início da semana, ao divulgar a intenção de fazer um acordo, a equipe econômica pretendia submetê-lo ao presidente Michel Temer e ao STF (Supremo Tribunal Federal) nesta quarta. Após a reunião com Pezão, Meirelles argumentou que as equipes ainda vão trabalhar no "detalhamento" do acordo, que ele classificou como "viável". "Até agora, estávamos discutindo a possibilidade de um acordo, a viabilidade de um acordo. [...] Vamos trabalhar no detalhamento, que deve demandar mais uma semana de trabalho." 

O ministro disse que as contrapartidas ainda estão em discussão e não detalhou pontos da negociação. "Não temos ainda definido o acordo em detalhes, o que já definimos é que existe um amplo campo de redução de despesas do estado do Rio de Janeiro, de reestruturação das dívidas e de possível concessão de novos empréstimos", disse. Meirelles afirmou que o governo federal não concederá novos empréstimos ao Rio, mas declarou que "é possível que se estruture operações com entidades financeiras".


Questionado sobre se essas operações poderiam ser com o Banco do Brasil, ele respondeu: "Vamos analisar". O presidente do Banco do Brasil, Paulo Caffarelli, participou da reunião. Apesar de dizer que o banco está "participando ativamente" da discussão, Meirelles não deu detalhes. "O Banco do Brasil está participando ativamente das negociações e vai participar dentro das possibilidades de uma organização financeira que atende a todas as normas prudenciais e está atuando com toda a responsabilidade", afirmou.


O ministro confirmou que o acordo abrange, "a princípio", a Cedae (Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro), mas destacou que as medidas envolvem decisões do Rio, inclusive da Assembleia Legislativa. Na reunião de segunda, conforme apurou a reportagem, Meirelles deixou claro que o Rio só teria aval da União para tomar novos empréstimos se aceitar privatizar a Cedae. 

Questionado sobre a redução da jornada de trabalho com redução de salário dos servidores, Pezão lembrou que o assunto está em discussão no Judiciário. "Isso são medidas que estão sendo discutidas dentro do STF há 16 anos, desde quando veio a Lei de Responsabilidade Fiscal. A gente depende de ser julgado dentro do STF", disse. A informação sobre a redução da jornada foi antecipada pelos jornais "O Globo" e "Valor".

O argumento para que isso seja feito é o fato de a própria Lei de Responsabilidade Fiscal exigir um limite de 60% da receita de gastos com pessoal. O Estado informa que gastou 41,77% da sua receita com pessoal em 2015, mas o Tesouro considera que esse percentual só foi alcançado graças a manobras contábeis. Pela contabilidade considerada correta pelo órgão, o Estado gastou 62,8% da sua receita com pessoal em 2015, de acordo com relatório do Tesouro publicado em outubro do ano passado.
Meirelles afirmou que a ida dele ao Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça, na próxima semana, não está definida. "Estaremos monitorando essa situação detalhadamente e tomaremos decisão até fim da semana. Se for possível ir a Davos mesmo com estadia mais curta, irei. Se for inviável a minha ida, não iremos e acredito que todos iriam entender."

Comente esta matéria 0 comentários
Seja o primeiro a comentar esta matéria!
Seu telefone e e-mail NÃO serão publicados!
* Campos obrigatórios! (caracteres restantes: 1000)
Li e estou de acordo com os termos e condições de uso do portal.
Outras notícias sobre BRASIL LISTAR TODAS
JORNAL DE JUNDIAÍ
política de privacidade anuncie conosco
editorias



Empregos e Concursos
Especiais


Motor
Mundo
Opinião
Polícia
Política
Repórter JJ
Turismo
cidades
Jundiaí
Região
entretenimento

Cultura & Lazer
Théo Faz & Acontece
esportes
tv jj



Notícias
Periscope


grupo jj
Fale Conosco
Repórter JJ
Quem Somos
Expediente
Anuncie
Assine o Jornal
Gráfica JJ
Termo e
Condições de Uso
2014 © Jornal de Jundiaí - Todos os direitos reservados.
Acesse:
Projeto Gráfico: Marcelo Savoy | Desenvolvimento: //sithes.com