BRASIL
Jundiaí, 28 de abril de 2017
11/01/2017 19h03 - SOCORRO

Acordo entre Rio e governo federal é adiado para a próxima semana

Da Folhapress
redacao@jj.com.br
© Tânia Rêgo/Agência Brasil">
© Tânia Rêgo/Agência Brasil
Henrique Meirelles e Luiz Fernando Pezão anunciaram que equipes ainda vão trabalhar no "detalhamento" do acordo
O acordo do governo do Rio com a União foi adiado para o fim da próxima semana, segundo anunciaram nesta quarta-feira (11) o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, e o governador Luiz Fernando Pezão. No início da semana, ao divulgar a intenção de fazer um acordo, a equipe econômica pretendia submetê-lo ao presidente Michel Temer e ao STF (Supremo Tribunal Federal) nesta quarta. Após a reunião com Pezão, Meirelles argumentou que as equipes ainda vão trabalhar no "detalhamento" do acordo, que ele classificou como "viável". "Até agora, estávamos discutindo a possibilidade de um acordo, a viabilidade de um acordo. [...] Vamos trabalhar no detalhamento, que deve demandar mais uma semana de trabalho." 

O ministro disse que as contrapartidas ainda estão em discussão e não detalhou pontos da negociação. "Não temos ainda definido o acordo em detalhes, o que já definimos é que existe um amplo campo de redução de despesas do estado do Rio de Janeiro, de reestruturação das dívidas e de possível concessão de novos empréstimos", disse. Meirelles afirmou que o governo federal não concederá novos empréstimos ao Rio, mas declarou que "é possível que se estruture operações com entidades financeiras".


Questionado sobre se essas operações poderiam ser com o Banco do Brasil, ele respondeu: "Vamos analisar". O presidente do Banco do Brasil, Paulo Caffarelli, participou da reunião. Apesar de dizer que o banco está "participando ativamente" da discussão, Meirelles não deu detalhes. "O Banco do Brasil está participando ativamente das negociações e vai participar dentro das possibilidades de uma organização financeira que atende a todas as normas prudenciais e está atuando com toda a responsabilidade", afirmou.


O ministro confirmou que o acordo abrange, "a princípio", a Cedae (Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro), mas destacou que as medidas envolvem decisões do Rio, inclusive da Assembleia Legislativa. Na reunião de segunda, conforme apurou a reportagem, Meirelles deixou claro que o Rio só teria aval da União para tomar novos empréstimos se aceitar privatizar a Cedae. 

Questionado sobre a redução da jornada de trabalho com redução de salário dos servidores, Pezão lembrou que o assunto está em discussão no Judiciário. "Isso são medidas que estão sendo discutidas dentro do STF há 16 anos, desde quando veio a Lei de Responsabilidade Fiscal. A gente depende de ser julgado dentro do STF", disse. A informação sobre a redução da jornada foi antecipada pelos jornais "O Globo" e "Valor".

O argumento para que isso seja feito é o fato de a própria Lei de Responsabilidade Fiscal exigir um limite de 60% da receita de gastos com pessoal. O Estado informa que gastou 41,77% da sua receita com pessoal em 2015, mas o Tesouro considera que esse percentual só foi alcançado graças a manobras contábeis. Pela contabilidade considerada correta pelo órgão, o Estado gastou 62,8% da sua receita com pessoal em 2015, de acordo com relatório do Tesouro publicado em outubro do ano passado.
Meirelles afirmou que a ida dele ao Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça, na próxima semana, não está definida. "Estaremos monitorando essa situação detalhadamente e tomaremos decisão até fim da semana. Se for possível ir a Davos mesmo com estadia mais curta, irei. Se for inviável a minha ida, não iremos e acredito que todos iriam entender."

Comente esta matéria 0 comentários
Seja o primeiro a comentar esta matéria!
Seu telefone e e-mail NÃO serão publicados!
* Campos obrigatórios! (caracteres restantes: 1000)
Li e estou de acordo com os termos e condições de uso do portal.
Outras notícias sobre BRASIL LISTAR TODAS
JORNAL DE JUNDIAÍ
política de privacidade anuncie conosco
editorias
Brasil
Cantinho Pet
Economia
Empregos e Concursos
Especiais
Especial 50 Anos
JJ Nos Bairros
Jotinha
Motor
Mundo
Opinião
Polícia
Política
Repórter JJ
Turismo
cidades
Jundiaí
Região
entretenimento
Agito
Cultura & Lazer
Estilo
Revista Estilo & Casa
Théo Faz & Acontece
Revista Hype
Revista Noivas
esportes
fotos
tv jj
Entrevistas
Na Cozinha
Na Ponta da Língua
Notícias
Periscope
Salão Duas Rodas
Seu Bolso
Simplesmente Vinho
grupo jj
Fale Conosco
Blog JJ
Repórter JJ
Quem Somos
Expediente
Anuncie
Assine o Jornal
Enquete
Rádio Difusora
Revista Hype
Revista Noivas
Ponto Onze
Gráfica JJ
Termo e
Condições de Uso
2014 © Jornal de Jundiaí - Todos os direitos reservados.
Acesse:
Projeto Gráfico: Marcelo Savoy | Desenvolvimento: //sithes.com