POLÍTICA
Jundiaí, 21 de fevereiro de 2017
17/02/2017 05h00 - CÂMARA DE JUNDIAÍ

Liderança do governo sem definição abre especulações

Luciana Muller
lmuller@jj.com.br
© Elton Oliveira
Prefeito está analisando entre a base governista a melhor opção para ser o líder do Executivo na Casa de Leis
O vereador que será o líder de governo na Câmara de Jundiaí, entre 2017-2018, ainda não foi definido pelo prefeito Luiz Fernando Machado (PSDB). Não há prazo para a indicação, mas nos bastidores há nomes que circulam como os indicados ao cargo: Leandro Palmarini (PV), Faouaz Taha (PSDB), Marcelo Gastaldo (PTB) e Antonio Carlos Albino (PSB). No entanto, ninguém assume o interesse direto no posto.

As conversas acontecem nos bastidores, conforme nota encaminhada pela assessoria de imprensa do Executivo. “Segundo o prefeito Luiz Fernando Machado, a indicação do líder da Câmara dos Vereadores está em avaliação, sendo discutida de maneira conjunta com a base governista.”

Cotado nos bastidores, segundo fontes consultadas pelo Jornal de Jundiaí Regional, Gastaldo pode ocupar a vaga, posição que já teve no primeiro biênio da gestão passada (Pedro Bigardi-PSD) quando o então presidente da Câmara era Gerson Sartori. “Nunca conversei com o prefeito sobre o assunto. Essa é uma decisão particular dele. O líder é o responsável por intermediar o Legislativo com o Executivo para que os projetos tramitem em harmonia. Para que as matérias sejam apresentadas com tranquilidade. É uma tarefa complicada quando se tem uma oposição definida. Jundiaí ainda não tem”, detalha.

Também cotado, Palmarini, que está em seu terceiro mandato, nunca ocupou o posto, mas colocou o nome à disposição. “É uma prerrogativa do prefeito. Parte dele a nomeação. Eu coloquei meu nome à disposição”, comentou o vereador, que se elegeu defendendo a causa animal. Entre os requisitos para ocupar o cargo, segundo apurado pelo JJ, estão a facilidade de trânsito com os vereadores e experiência de liderança, situações que todas as apostas já desempenharam nas áreas ou setores de atuação, antes de chegarem até a Câmara.

Estreantes - O tucano Faouaz Taha, que está em seu primeiro mandato, mas já ganha visibilidade com a presidência da Comissão de Educação e Esportes, afirma que nunca foi sondado para o cargo, mas, se o convite acontecer, aceitará. “Os vereadores deixam o prefeito bastante à vontade para a escolha. Não recebi nenhum convite, mas, se isso acontecer, será uma honra. Seria sinal de confiança no trabalho”, comenta o estreante.

Também pela primeira vez na Câmara, Albino também é tido como um nome em disputa do posto. Ele, que é do PSB, mesmo partido que o secretário de Educação de Jundiaí, Oswaldo Fernandes, deixa aberta a decisão para o chefe do Executivo. “Acredito que o prefeito irá definir depois de passar as primeiras sessões de votação. É difícil falar”, desconversa.

Comente esta matéria 0 comentários
Seja o primeiro a comentar esta matéria!
Seu telefone e e-mail NÃO serão publicados!
* Campos obrigatórios! (caracteres restantes: 1000)
Li e estou de acordo com os termos e condições de uso do portal.
Outras notícias sobre POLÍTICA LISTAR TODAS
JORNAL DE JUNDIAÍ
política de privacidade anuncie conosco
editorias
Brasil
Cantinho Pet
Economia
Empregos e Concursos
Especiais
Especial 50 Anos
JJ Nos Bairros
Jotinha
Motor
Mundo
Opinião
Polícia
Política
Repórter JJ
Turismo
cidades
Jundiaí
Região
entretenimento
Agito
Cultura & Lazer
Estilo
Revista Estilo & Casa
Théo Faz & Acontece
Revista Hype
Revista Noivas
esportes
fotos
tv jj
Entrevistas
Na Cozinha
Na Ponta da Língua
Notícias
Periscope
Salão Duas Rodas
Seu Bolso
Simplesmente Vinho
grupo jj
Fale Conosco
Blog JJ
Repórter JJ
Quem Somos
Expediente
Anuncie
Assine o Jornal
Enquete
Rádio Difusora
Revista Hype
Revista Noivas
Ponto Onze
Gráfica JJ
Termo e
Condições de Uso
2014 © Jornal de Jundiaí - Todos os direitos reservados.
Acesse:
Projeto Gráfico: Marcelo Savoy | Desenvolvimento: //sithes.com