JUNDIAÍ
Jundiaí, 19 de agosto de 2017
18/04/2017 19h57 - CASOS NA REGIÃO

Saúde reforça vacina contra febre amarela na zona rural de Jundiaí

Da Reportagem Local
redacao@jj.com.br
Por determinação da Secretaria Estadual de Saúde, a partir de sexta-feira (21), a Unidade de Gestão de Promoção da Saúde, estenderá a vacinação contra a febre amarela para a zona rural de Jundiaí. As doses serão aplicadas casa a casa somente entre os moradores dos bairros Jundiaí-Mirim, Roseira, Toca, Mato Dentro, Caxambu e Rio Acima.

De acordo com o último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), cerca de 19 mil pessoas residem na zona rural de Jundiaí. “A cobertura vacinal deve incluir toda esta parcela da população. Portanto, iniciamos a vacinação nesta sexta-feira (21), devendo se estender até que todos sejam imunizados”, garante Maria do Carmo Possidente, enfermeira responsável pela Vigilância Epidemiológica.

Apesar de o município de Jundiaí ainda não ter registrado nenhuma notificação oficial de febre amarela, o vírus está circulando na Região. Já são dois casos em investigação em Campinas, no distrito de Sousas, e outro em Vinhedo. Por isso, a Secretaria Estadual de Saúde alterou a estratégia de vacinação em Jundiaí e outros municípios da Região.

Segundo informou a assessoria de imprensa da secretaria estadual, Jundiaí agora é considerada área de vacinação ampliada. Serão vacinados todos os profissionais de saúde e moradores da área rural. A vigilância será intensificada e, posteriormente, será estudada a necessidade de imunização dos moradores da área urbana. Em Campinas, por exemplo, a imunização foi feita apenas em Sousas, onde foram registrados os casos.

“Vale destacar que é uma ação preventiva. Não é campanha de vacinação e as pessoas não precisam correr para se vacinar. Será feito um levantamento e a imunização aos poucos. A vacinação só é necessária nos casos citados e para pessoas que vão viajar para áreas de risco”, reforça a assessoria. Outra recomendação da Secretaria Estadual de Saúde é com relação aos macacos. “Ao encontrar um macaco doente ou morto, não mexa nele. Pois é essencial para a investigação da causa morte do animal o local onde ocorreu para a realização de ações na área.” Até o dia 12 de abril, o Ministério da Saúde confirmou 623 casos de febre amarela no País, com 209 mortes.

Agapeama e Central - Há duas semanas, a Unidade de Saúde reduziu os locais de vacinação disponíveis na cidade, de quatro para duas unidades básicas de saúde: Agapeama e Central. Também é preciso fazer agendamento prévio, e pessoalmente, de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 11h30 e das 13h às 16h30. Na UBS Central a espera pode chegar a um mês. A UBS da Agapeama fica na rua Luiz Carpi, 238, e a UBS Central, na avenida Antônio Segre, 71.

Comente esta matéria 0 comentários
Seja o primeiro a comentar esta matéria!
Seu telefone e e-mail NÃO serão publicados!
* Campos obrigatórios! (caracteres restantes: 1000)
Li e estou de acordo com os termos e condições de uso do portal.
Outras notícias sobre JUNDIAÍ LISTAR TODAS
JORNAL DE JUNDIAÍ
política de privacidade anuncie conosco
editorias



Empregos e Concursos
Especiais


Motor
Mundo
Opinião
Polícia
Política
Repórter JJ
Turismo
cidades
Jundiaí
Região
entretenimento

Cultura & Lazer
Théo Faz & Acontece
esportes
tv jj



Notícias
Periscope


grupo jj
Fale Conosco
Repórter JJ
Quem Somos
Expediente
Anuncie
Assine o Jornal
Gráfica JJ
Termo e
Condições de Uso
2014 © Jornal de Jundiaí - Todos os direitos reservados.
Acesse:
Projeto Gráfico: Marcelo Savoy | Desenvolvimento: //sithes.com