JUNDIAÍ
Jundiaí, 24 de outubro de 2017
20/04/2017 20h48 - ESTUDO

Número de acidentes cai no Estado, mas Jundiaí mantém estatísticas

Ellen Fernandes
efernandes@jj.com.br
© Alexandre Martins
Acidentes com motos e atropelamentos lideram as causas de mortes
O Movimento Paulista de Segurança no Trânsito - programa do governo do Estado de São Paulo que tem como objetivo reduzir pela metade o número de óbitos no trânsito até 2020 - registrou queda de 4,8% nas fatalidades em decorrência de acidentes em todo o Estado, no primeiro trimestre de 2017, em comparação ao mesmo período do ano passado. Em Jundiaí, o levantamento apontou que o total de acidentes com óbitos se manteve, com uma média de seis ocorrências no período, assim como o perfil das vítimas.

Segundo o Infosiga-SP (Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo), foram registrados 1.297 óbitos causados por acidentes de trânsito no primeiro trimestre em todo o Estado de São Paulo. No mesmo período do ano anterior, foram 1.361 vítimas fatais. A análise das ocorrências que geraram óbitos também aponta para redução da gravidade dos acidentes. Neste ano, a média de óbitos por acidente com vítima fatal foi 4,3% menor.

Na opinião da coordenadora do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito, Silvia Lisboa, uma das frentes de trabalho é a conscientização por uma condução mais segura. “Incentivamos atitudes responsáveis como o uso do cinto de segurança, por exemplo, que literalmente salva vidas em uma colisão”, explica. Os dados no Estado reforçam a tendência de redução já verificada durante todo o ano de 2016, quando foi registrada queda de 5,6% na comparação com 2015.

Raio-X - Em Jundiaí, o primeiro trimestre de 2017 manteve o número de ocorrência se comparado ao mesmo período de 2016. A média de acidentes com mortes é de seis casos, sendo duas mulheres e quatro homens.

O perfil das principais vítimas também se manteve: homens na faixa etária entre 18 e 30 anos.Aliás, essa característica de vítimas masculinas e jovens é a mesma em todo o Estado de São Paulo, conforme apontou o levantamento. O tipo de acidente também não sofreu alteração, ou seja, as vítimas morreram em consequências de ferimentos causados em atropelamentos ou acidentes de motos.

Outro dado compilado no primeiro trimestre de 2017 revela que a maior parte das ocorrências aconteceu no período da tarde, seguida da noite e madrugada.
Os atropelamentos ficaram em primeiro lugar como tipo de acidente, seguido de colisões envolvendo motocicletas, choque e outros - como capotamentos.

Comente esta matéria 0 comentários
Seja o primeiro a comentar esta matéria!
Seu telefone e e-mail NÃO serão publicados!
* Campos obrigatórios! (caracteres restantes: 1000)
Li e estou de acordo com os termos e condições de uso do portal.
Outras notícias sobre JUNDIAÍ LISTAR TODAS
JORNAL DE JUNDIAÍ
política de privacidade anuncie conosco
editorias



Empregos e Concursos
Especiais


Motor
Mundo
Opinião
Polícia
Política
Repórter JJ
Turismo
cidades
Jundiaí
Região
entretenimento

Cultura & Lazer
Théo Faz & Acontece
esportes
tv jj


Na Ponta da Língua
Notícias
Periscope
Salão Duas Rodas

grupo jj
Fale Conosco
Repórter JJ
Quem Somos
Expediente
Anuncie
Assine o Jornal
Gráfica JJ
Termo e
Condições de Uso
2014 © Jornal de Jundiaí - Todos os direitos reservados.
Acesse:
Projeto Gráfico: Marcelo Savoy | Desenvolvimento: //sithes.com