JUNDIAÍ
Jundiaí, 24 de maio de 2017
19/05/2017 21h00 - MERCADO

Venda de imóveis tem alta de 11% em Jundiaí e Região

Simone de Oliveira
scoliveira@jj.com.br
© Alexandre Martins
Ticiane Riberio Iotte aproveitou para investir
Um estudo realizado pela Associação das Empresas e Profissionais do Setor Imobiliário de Jundiaí e Região (Proempi) constata o aumento de 11% na venda de imóveis em abril deste ano, se comparado com o mês de março. Já nos primeiros meses de 2017 o aumento foi de 140% em comparação ao mesmo período do ano passado.

Os índices foram obtidos de uma importante incorporadora da cidade, que serviu como base para o estudo. O vice-presidente de Marketing da Proempi, Eli Gonçalves, conta que este aumento se deve por diferentes fatores, mas os principais são a melhora na condição financeira da classe média e da média alta, das melhores taxas de juros, da inflação em controle, além de confiança dos trabalhadores em voltar a investir em imóveis. Situações que podem mudar agora, diante da atual crise política do Brasil, envolvendo o presidente Michel Temer.

“Tivemos um aumento de 5% em contratações na construção civil. Isto mostra que o setor está voltando a investir, mas infelizmente ainda se esbarra na falta de imóveis para algumas faixas, como no caso do programa Minha Casa Minha Vida, que teria que ofertar unidades de até R$ 215 mil, mas há poucas opções na cidade”, comenta.

Com terrenos mais caros, as incorporadoras deixaram de viabilizar seus projetos em Jundiaí e, assim, o consumidor fica com poucas opções. Atualmente, ainda de acordo com o estudo, existe uma demanda nas unidades com preços entre R$ 215 mil e R$ 350 mil (quase 45%) e de R$ 500 mil a R$ 750 mil (89%), o que significa os dois extremos. Quando oferta e procura não se encaixam a solução é procurar imóveis pela Região.

“Os cálculos e pesquisas que fizemos dão conta que há uma grande procura pelos empreendimentos na faixa de R$ 215 mil, justamente por conta dos financiamentos, que são baseados no salário do jundiaiense. Por outro lado, há uma maior demanda de unidades mais caras. porque a procura é menor”, explica. Quem aproveitou o boom imobiliário no meio do ano passado e o grande momento de lançamentos dos últimos meses acredita ter feito bons negócios. Foi o caso de Taciane Ribeiro Iotte, de 34 anos, que se mudou para o novo apartamento há dois meses. A compra, no entanto, foi feita há três anos, quando o empreendimento ainda estava na planta.

Como já tinha um outro imóvel, hoje à disposição para ser alugado, ela preferiu uma unidade ainda a ser construída, pois assim conseguiria negociar o preço. E foi exatamente o que aconteceu. “Eu e meu marido fizemos muita pesquisa antes de assinar o contrato. O prazo de três anos para a entrega foi cumprido e para mim isso foi essencial. Como este imóvel já está quitado, daqui para frente fica mais fácil fazer novas compras”, confessa Taciane, lembrando que levou em conta o metro quadrado e a área de lazer antes de ‘bater o martelo’. 

Comente esta matéria 2 comentários
Nascimento 20/05/2017 09:46:01
Vou comprar dois, um pra morar e outro pra investir. A vida é agora.
Thiago 20/05/2017 22:17:30
Que apartamento bonito hein!!!!!
Seu telefone e e-mail NÃO serão publicados!
* Campos obrigatórios! (caracteres restantes: 1000)
Li e estou de acordo com os termos e condições de uso do portal.
Outras notícias sobre JUNDIAÍ LISTAR TODAS
JORNAL DE JUNDIAÍ
política de privacidade anuncie conosco
editorias
Brasil
Cantinho Pet
Economia
Empregos e Concursos
Especiais
Especial 50 Anos
JJ Nos Bairros
Jotinha
Motor
Mundo
Opinião
Polícia
Política
Repórter JJ
Turismo
cidades
Jundiaí
Região
entretenimento
Agito
Cultura & Lazer
Estilo
Revista Estilo & Casa
Théo Faz & Acontece
Revista Hype
Revista Noivas
esportes
fotos
tv jj
Entrevistas
Na Cozinha
Na Ponta da Língua
Notícias
Periscope
Salão Duas Rodas
Seu Bolso
Simplesmente Vinho
grupo jj
Fale Conosco
Blog JJ
Repórter JJ
Quem Somos
Expediente
Anuncie
Assine o Jornal
Enquete
Rádio Difusora
Revista Hype
Revista Noivas
Ponto Onze
Gráfica JJ
Termo e
Condições de Uso
2014 © Jornal de Jundiaí - Todos os direitos reservados.
Acesse:
Projeto Gráfico: Marcelo Savoy | Desenvolvimento: //sithes.com