JUNDIAÍ
Jundiaí, 24 de junho de 2017
18/06/2017 19h20 - SAÚDE

Doenças respiratórias aumentam 20% no frio

Da Reportagem Local
redacao@jj.com.br
© Alexandre Martins
De janeiro a maio deste ano, o Hospital São Vicente de Paulo registrou 1.053 atendimentos a pacientes com gripe comum, uma média de 210 por mês. A doença, causada pelo vírus influenza, tem aumento significativamente com a entrada da estação de inverno.

Segundo o pneumologista Eduardo Leme, alguns cuidados básicos, como evitar lugares fechados e contatos com pessoas com sintomas da gripe, ajudam a prevenir o contágio.

“Mesmo sendo uma doença simples, nesta época deve-se dar atenção redobrada às pessoas com extremos de idade”, alerta Eduardo. Com menor capacidade de defesa, crianças e idosos têm mais propensão a contrair o vírus e podem até desenvolver doenças bacterianas.

“A gripe, se não tratada, abre caminho e expõe o corpo às bactérias que causam pneumonia. É necessário se prevenir e procurar um médico caso esteja com tosse constante, febre alta e dificuldade para falar ou respirar.”

O médico também ressalta a importância de se vacinar contra a influenza.
Por se tratar de uma patologia contagiosa, e que é transmitida por via aérea, basta evitar aglomerações, deixar ambientes bem arejados e não ter contato físico com pessoas que possuam quaisquer um dos sintomas da gripe.

“Em muitos idosos, a febre, que é um dos principais sintomas, pode não se manifestar ou não ser muito evidente. Isso dificulta o diagnóstico e pode retardar a ida ao médico”, explica o especialista. “Por isso é preciso ter muito cuidado quando uma doença pré-contraída (como diabete, por exemplo) se descompensar, pois esse pode ser um sinal de infecção.”

Vacinação
Desde o último dia 12, a Unidade de Gestão de Promoção de Saúde (UGPS) liberou a vacina contra a gripe para a população em geral. As doses estão disponíveis em todas as UBSs, de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 16h30. É importante apresentar um documento de identificação com foto e, para quem tiver, a carteira de vacinação.

Os grupos considerados prioritários que não tomaram a vacina até o dia 9 de junho podem continuar procurando uma das UBSs e garantir a dose.

De acordo com o último levantamento realizado pela UGPS no dia 26 de maio, foram aplicadas 96.153 doses de vacinas. Entre o público-alvo foram imunizados 10.597 profissionais da saúde, com cobertura de 90,29%; 50.329 idosos e uma cobertura de 86,31%; 21.392 crianças (60,49% de cobertura).

Entre as gestantes foram vacinadas 4.054 mulheres (61,82% de cobertura) e 666 puérperas (95,65%).

A Vigilância Epidemioló-gica da UGPS lembra que a vacinação prossegue até que o estoque de doses disponíveis acabe. “Para esta nova etapa da vacinação, o município dispõe de aproximadamente 25 mil doses da vacina”, adianta a enfermeira da Vigilância Epidemiológica, Maria do Carmo Possidente.

Comente esta matéria 0 comentários
Seja o primeiro a comentar esta matéria!
Seu telefone e e-mail NÃO serão publicados!
* Campos obrigatórios! (caracteres restantes: 1000)
Li e estou de acordo com os termos e condições de uso do portal.
Outras notícias sobre JUNDIAÍ LISTAR TODAS
JORNAL DE JUNDIAÍ
política de privacidade anuncie conosco
editorias



Empregos e Concursos
Especiais


Motor
Mundo
Opinião
Polícia
Política
Repórter JJ
Turismo
cidades
Jundiaí
Região
entretenimento

Cultura & Lazer
Théo Faz & Acontece
esportes
tv jj



Notícias
Periscope


grupo jj
Fale Conosco
Repórter JJ
Quem Somos
Expediente
Anuncie
Assine o Jornal
Gráfica JJ
Termo e
Condições de Uso
2014 © Jornal de Jundiaí - Todos os direitos reservados.
Acesse:
Projeto Gráfico: Marcelo Savoy | Desenvolvimento: //sithes.com