JUNDIAÍ
Jundiaí, 20 de janeiro de 2018
02/08/2017 22h00 - EDUCAÇÃO

Etecvav estuda fechar oito cursos no próximo semestre

Niza Souza
csouza@jj.com.br
© Cristina Hautz
Professores estão preocupados e estão se mobilizando
A Escola Técnica Vasco Antônio Venchiarutti (Etecvav) pode fechar até oito cursos, alguns já a partir do próximo semestre, entre eles edificações e agrimensura, os mais tradicionais da instituição. Um ofício enviado recentemente à escola informa o bloqueio do vestibulinho dos cursos de agrimensura, design de interiores, saneamento e meio ambiente, e coloca em estado de análise os de edificações, logística, administração e informática para internet.

O documento enviado pela superintendência da instituição informando sobre os bloqueios pegou os professores de surpresa. Preocupados, docentes estão se mobilizando para tentar sensibilizar a direção do Centro Paula Souza, órgão gestor da unidade.

Esta semana, os professores começaram a fazer contato com empresas de Jundiaí e Região que têm se beneficiado com a mão de obra formada pela escola. A ideia é que cada uma faça uma carta descrevendo a contribuição da Etecvav na formação desses profissionais. Essa espécie de abaixo-assinado será encaminhado para a Supervisão Educacional da Regional Campinas do Centro Paula Souza. Alguns professores também estão usando as redes sociais para repercutir a informação e pedir depoimento de alunos e ex-alunos sobre a escola.

A justificativa pelo fechamento seria a alta evasão desses cursos. Entretanto, o corpo docente contesta. “Realmente há evasão, principalmente pelo momento de crise do País. Mas isso não justifica o fechamento, porque o grau de empregabilidade é bastante alto e é isso que deveria determinar a manutenção dos cursos”, acredita a professora e coordenadora do curso de edificações, Risoneida Araújo. “A escola técnica é referência em toda a região. Recebemos essa notícia com bastante temor. Estamos estarrecidos. Se o fechamento dos cursos ocorrer realmente, o município vai perder muito.”

Em nota, a Assessoria de Comunicação do Centro Paula Souza informa que não há definição de fechamento de cursos para a Etec Vasco Antonio Venchiarutti. Diz ainda que a oferta de cursos leva em conta o acompanhamento periódico da demanda regional de mercado, procura pelos cursos, atualização de currículos e permanência dos estudantes.

Ainda de acordo com a nota, a Etec contava, ao final do primeiro semestre de 2017, com 1.876 alunos matriculados em mais de 15 cursos na sede e nas suas extensões em escolas estaduais. Os dados do segundo semestre estão em fase de consolidação. A divulgação de informações sobre o próximo processo seletivo está prevista para outubro.

Comente esta matéria 34 comentários
Regina Kalman 02/08/2017 23:44:52
Infelizmente a profissão de pedreiro é feito na informalidade, pois todos os que estão sem carteira assinada, podem tornar-se profissionais nesta área. Daí o perigo, pois além da mão-de-obra ser sem qualificação, estão mexendo com casas que, muitas vezes não têm acompanhamento profissional, nem muito menos engenheiros ou arquitetos. Por isso, os técnicos numa área dessa importância é básico, assim como outros profissionais, como por exemplo eletricistas e outros nesta área. A preparação de forma mais adequada precisa realmente ter um preparo direcionado e os cursos da Etec ’Vasco Venchiarutti dão um leque muito grande para alunos da região e outros, que aproveitam esse curso de ensino médio e profissionalizante. Os responsáveis deveriam manter a possibilidade profissional a tantos jovens.
Wilson 03/08/2017 07:12:47
Neste País é assim mesmo coisa boa querem fechar e porcaria fica aí pra cabidão de emprego.
Infelizmente estamos numa cidade onde não temos qualquer força política junto ao Estado e Federação, temos gente sem a menor capacidade exercendo funções de responsabilidade, tudo por indicação do partido(famoso padrinho), enquanto a situação perdurar e continuar assim vamos sofrer e muito o eleitor tem que estudar e conhecer seu candidato para as próximas eleições, políticos velhos e viciados que fazem desta função um emprego serão devastados mas teremos muitos aventureiros, oportunistas salvadores de pátria com um discurso que todos queremos ouvir o famoso lobo vestido de cordeiro, procure informações, vá fundo investigar o candidato.NÃO PODEMOS ERRAR NOVAMENTE.
Alessandra 03/08/2017 08:34:28
Que notícia mais entristecedora. Tudo o que é realmente bom no Brasil, pouco a pouco vai sendo ameaçado de sucateamento ou extinção. Há pouco tempo tivemos a notícia do CEA IAC e hoje da Etevav. Duas instituições de prestígio e grande importância não só para a Cidade, como para a região. Isso só mostra o descaso do governo estadual conosco. Jundiaí precisa reagir!
Adilson Gomes Ferreira 03/08/2017 08:37:27
Isso seria uma das piores coisas a acontecer com uma instituição de ensino ,ainda mais se tratando do colegio tecnico .
Me formei no final de 2011aos 36 anos e logo no ano seguinte ja estava empregado como tecnico e sabemos de tantas historias assim .
Isso seria um pecado deixar esta instituição de ensino se fechar.
Marcos 03/08/2017 08:53:49
O governo de SP em vez de investir em educação prefere investir em propaganda e benefícios fiscais para empresas que financiam as campanhas. É uma pena que uma escola tão tradicional e com ótimo desempenho no Enem esteja sendo sucateada pelo Sr. Alckim.
Viviane 03/08/2017 09:09:52
Então, as pessoas fazem inscrição, são sorteadas, tiram a vaga de quem quer estudar e abandona o curso. Por isso que o Governo do Estado devia cobrar por esses cursos. A população não tem responsabilidade. Por outro lado, antes de tomar uma atitude drástica de fechar esses cursos, deviam montar estratégias de ensalamento ou juntar turmas, já que os cursos são seriados. O Governo do Estado não tem gente competente pra pensar num planejamento? E aí Governador?
Victória Yukie 03/08/2017 09:45:32
Sou aluna da etec, e infelizmente recebi essa notícia no meio de uma aula na instituição, como alunos, sabemos que há a evasão, porém discordo com alguns comentários acima, porque sabemos como é difícil acompanhar o curso ( que cobra bastante e tem um amplo conteúdo) com o ensino médio e a vida pessoal, porém a evasão muitas vezes não acontece por mal caratismo ou algo, a pessoa só não conseguiu acompanhar, e muitas vagas é preenchida, ou então existem as vagas remanescentes. A medida tomada pelo CPS é um absurdo, e fechará vários cursos modelos do colégio, que beneficia alunos de Jundiaí, mas também de outras regiões, como Franco da Rocha, Caieiras, etc.
Claudia Palitti 03/08/2017 09:59:59
Triste notícia !
Espero que seja revisto essa questão e que nossos gestores, tomem conhecimento e venham a intervi com sucesso. Essa Escola é referencia em nossa cidade, não podemos deixar isso acontecer.
Que Deus não permita que isso aconteça.
Leonardo Dias 03/08/2017 11:25:38
Viviane não é sorteio, é vestibulinho, aonde os melhores passam e quem não consegue fica de fora. Não inventem desculpa dizendo que roubaram sua vaga, se você não conseguiu nem passar no vestibulinho, acha que ia durar no curso?
Leonardo Dias 03/08/2017 11:30:20
Fecha logo a escola esta abandonada a décadas por este desgovernador! Quanto mais burros melhor é para ele ficar se reelegendo ou colocar os Micos Dória no poder! PARABÉNS JUNDIAÍ!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Fernando Sebriam 03/08/2017 11:41:11
Este é o fruto da geração dos desgovernos do PSDB em nosso Estado! Sucatearam o ensino, jovem não aprende nada nas escolas estaduais, só esta presente na sala de aula que passa de ano! Quando vai para uma escola com cursos que pedem cálculos fica perdido, se sente humilhado e desiste. Colhemos hoje os frutos do que plantamos até agora, desta forma o estado que já foi grande se torna medíocre e nossa cidade volta a dar passos gigantescos ao tempo do feudo!
Laudemir de Jesus Ihmes 03/08/2017 12:06:23
Pura palhacada do governo tucano que toma conta do estado a começar pela tv vc só ve o governo ir na cidade de sorocaba falar em fatec em escola disso escola daquilo aqui jundiai nada isso é uma grande palhacada cidades vizinhas o prefeito ajuda com onibus pra fazer o curso aqui nada poxa ta na hora do povo descer o sarrafo nesse bando de politico de bosta que temos acho que batendo eles aprende o que realmente precisamos
DENISE 03/08/2017 13:18:07
Que notícia triste! Meu primeiro emprego foi graças ao técnico que fiz nessa instituição.
samir mansur 03/08/2017 14:00:33
PSDB DESTRUIU A EDUCAÇÃO EM SÃO PAULO..ESCOLA SEM PARTIDO E AGORA ESCOLA SEM PROFESSORES E ALUNOS..KKKKK MAS TEM ESCOLA OLHA O PREDIO LÁ
DANIEL 03/08/2017 14:30:30
Desculpa pessoal a culpa pode ser até do Centro Paula Souza, mas se a direção que decide primeiramente os cursos que querem fechar. Já senti na pele em outra ETEC. O Centro Paula Souza somente faz o que a escola ou direção solicita em Maio. Nesse periodo a escola decidi quais os cursos que iram para o vestibilular, no meu caso tiraram o curso que eu lecionava não tenho medo isso é toda a verdade. Pergunta para direção quais os cursos que eles enviaram para o Centro Paula Souza para o Vestibular 2018. Se alguém for do sindicato sabe que o que estou falando. Conversa com a direção do sindicato na época não fiz para mandar uma carta repúdio para o governdador. Esse é o caminho e também carta para a prefeitura, fiquei sabendo disso depois que a vaca já tinha ido para a lama. Boa sorte professores!!!!
Aparecido Silva 03/08/2017 14:44:33
VIVA O P$DB!!! PARABÉNS JUNDIAÍ POR SUAS ESCOLHAS!!! CONTINUEM VOTANDO NELES NAS PRÓXIMAS ELEIÇÕES!!! VAMOS ASSISTIR AULAS NA TAL TVTEC DO PREFEITO QUE NOMEU 34 CABIDES COMISSIONADOS PARA A TVE. E AS CONSTRUTORAS COLOCANDO OUTDOORS: "ESTAMOS DE VOLTA A JUNDIAÍ"
celso 03/08/2017 15:08:22
ISTO MOSTRA O PORQUE TEMOS MUITO JOVENS NA FUNDAÇÃO CASA. UM PAÍS QUE FECHA ESCOLAS ABREM CADEIAS. VERGONHA DE SER BRASILEIRO ONDE A CORRUPÇÃO É PRIORIDADE.
celso 03/08/2017 15:09:37
TALVEZ A DIREÇÃO DO ETEVAV NÃO SEJA TÃO EFICIENTE COMO APARENTA. QUE TAL INVESTIGAR?
Ni 03/08/2017 16:11:01
Realmente essa merda de país está em uma situação medíocre no momento, mais uma hora a economia melhora e todos os setores vão começar a girar novamente. Se tem demanda de alunos, deixa eles estudarem.
Ricardo Ferreira de Carvalho 03/08/2017 16:27:27
Fechamento de cursos e voltar pra trás...mudanças e reformulação sempre, mas fechamento de cursos e o fim.
João 03/08/2017 16:52:33
Não acredito que a culpa é da direção, ja lecionei em diversas ETECS, São Paulo e em outros minicípios, quem determina o fechamento são os índices, para o Centro tudo se baseia em números, houve um crescimento desenfreado de ETECs, acredito que isso pulverizou os interessados, temos cursos que talvez não atendam mais a região, o que deve haver é uma sensibilização maior do governador em relação a educação tecnológica, um empenho conjunto de todas as partes envolvidas na tentativa de reerguer ou de manter esta belíssima instituição
Leonardo 03/08/2017 18:33:37
Bom fechar mesmo me formei no ano de 2014 no curso de Informática e nunca recebi uma chance de entrevista em nenhuma empresa e olha que corri muito atrás ninguém da minha sala ingressou na área, cursos mal vistos pelas empresas que preferem escolas como Senai.
Kelly 03/08/2017 19:33:08
Passei em 3 cursos nessa grande instituição, adquiri um grande conhecimento nas áreas de meio ambiente, agrimensura, e segurança do trabalho....professores(as) excelentes dedicados, ótima grade curricular.Conheço várias pessoas que fizeram e fazem história no mundo que começaram no Etevav.
Lamentável chegar nesta situação...espero que este quadro mude realmente...
Maria 03/08/2017 20:03:49
Governo PSDB quanto menos educação melhor
Amarildo nunes 04/08/2017 00:03:01
Devo a essa instituição tudo que conquistei profissionalmente. Mas parece que ela própria não reconhece seu valor. Excluir cursos é um grande retrocesso, deveriam sim investir em propaganda!!!
Ademilton Gomes de Oliveira 04/08/2017 15:53:53
Infelizmente tanto PSDB e PT não fazem e nunca fizeram nada por Jundiaí e Região, alias para o Brasil inteiro, o Desemprego no Brasil é culpa dos 16 anos de PT, quebraram a Petrobrás, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, BNDES, Correios, roubaram tanto que agora o povo está pagando. Partidos de esquerda e comunistas sempre são os vilões das economias, tenham visto a Venezuela, Cuba, Russia entre outras, todas economias quebradas e povos miseráveis.
Vênancio Odini 04/08/2017 21:36:28
A notícia é triste, mas não é possível que uma potência como o ETECVAV irá fechar. Esta escola é única em Jundiaí, vários cursos, espaço físico ótimo, bons profissionais, pessoas com histórias fantásticas de vida e realizações, isso não combina.Estive nesta escola por 6 anos de minha vida, sendo, 3 anos acompanhando o meu filho na formação do ENSINO MÉDIO e eu com 3 anos me formando em dois cursos técnicos. Indico a qualquer um os cursos do ETECVAV. Acredito que esta notícia seja mais uma especulação do que uma VERDADE. Uma instituição com tantas pessoas competentes, não há como se desfazer.Desejo uma boa sorte à todos, tudo dará certo.
Aguinaldo W Dinazio 04/08/2017 21:58:14
Afundar para justificar a terceirização. Modelo americano Charter apoiado pelo PSDB
Paulo Henrique Silveira 22/08/2017 20:14:23
Cursei o curso de Agrimensura em 2010 apreendi muito hoje nao trabalho na area por causa da economia mas é muito triste ver uma escola tao respeitada estar passando por isso!
Rosana Moreira Alves 23/08/2017 11:53:12
Essa escola não é a única em Jundiaí não, temos também a Etec Benedito Storani( Etec BeSt) que é tão importante qto o Etevav, o CPS só bloqueia os cursos que não tem demanda e tem alto índice de evasão, e nunca jamais irá fechar 8 cursos de uma só vez.Vamos aguardar e torcer!!!!
Isadora Godoi 23/08/2017 13:37:32
espero que pelo menos entre outros cursos bons, o pior de tudo é que tem tanta gente querendo entrar, aí quando outras pessoas entram desistem tirando o lugar do outro :(
angela 27/08/2017 13:16:44
mas porque ...na aula de topografia na etevav tem DOIS PROFESSORES na sala ao mesmo tempo ..Se nao tem conteúdo nem pra UM
Marcio Luís Lustre Paronetto 25/09/2017 21:37:05
Recentemente obtive algumas informações sobre a existência de algumas pseudo escolas de Cursos Tecnicos em Agrimensura que são realizados pela modalide A Distância, na qual o aluno nem precisa comparecer à aula. Existem também algumas instituições de ensino que "MINISTRAM CURSOS TÉCNICOS DE AGRIMENSURA " por equivalência... ou seja o aluno se matricula, paga o equivalente a R$4.500,00, não precisa assitir aulas,apenas apresentar documentos que comprovema experiência profissional em Agrimensura e faz uma prova básica, que pode ser on line e dentro de alguns dias o aluno tem o diploma de Técnico em Agrimensura com direito a registro no Crea.
Com essa facilidade qual aluno vai querer ir a uma sala de aula presencial?
Não se deve extinguir cursos e sim combater essas escolas fundo de quintal que apenas visam interesse financeiro e não prima pela qualidade da educação profissional.
Dirceu Gennari 29/09/2017 07:49:56
BRASIL NÃO É UM PAÍS SÉRIO! (Charles de Gaulle)
... Se num curso de 18 meses há evasão, imagine no curso de 5 anos!
Como vai ficar o Georreferenciamento rural e urbano?
Como vai ficar o SINTER?
“O agrimensor, no que tange a legalidade do exercício da profissão, é o primeiro e único profissional citado para atuar nos processos da “Ação de Divisão e da Demarcação de Terras particulares”, conforme preceitua o Capítulo VIII, Seção I, II e III, Art. 946 ao 981 do Código de Processo Civil Brasileiro”. Fonte:www.portalgeo.com.br

Seu telefone e e-mail NÃO serão publicados!
* Campos obrigatórios! (caracteres restantes: 1000)
Li e estou de acordo com os termos e condições de uso do portal.
Outras notícias sobre JUNDIAÍ LISTAR TODAS
JORNAL DE JUNDIAÍ
política de privacidade anuncie conosco
editorias



Empregos e Concursos
Especiais


Motor
Mundo
Opinião
Polícia
Política
Repórter JJ
Turismo
cidades
Jundiaí
Região
entretenimento

Cultura & Lazer
Théo Faz & Acontece
esportes
tv jj


Na Ponta da Língua
Notícias
Periscope
Salão Duas Rodas

grupo jj
Fale Conosco
Repórter JJ
Quem Somos
Expediente
Anuncie
Assine o Jornal
Gráfica JJ
Termo e
Condições de Uso
2014 © Jornal de Jundiaí - Todos os direitos reservados.
Acesse:
Projeto Gráfico: Marcelo Savoy | Desenvolvimento: //sithes.com