JUNDIAÍ
Jundiaí, 23 de setembro de 2017
12/09/2017 17h53 - GRENDACC

Políticos voltam a se encontrar com ministro

Da Redação
redacao@jj.com.br
© Jornal de Jundiaí
O credenciamento do Hospital da Criança do Grendacc (Grupo em Defesa da Criança com Câncer) foi novamente negado na segunda-feira (11) por técnicos do Ministério da Saúde. Nesta quinta (14), o deputado federal Miguel Haddad (PSDB) tem outra reunião com o ministro da Saúde, Ricardo Barros, e vai tentar encontrar solução para o caso que se arrasta desde março.

Enquanto isso, o prefeito Luiz Fernando Machado (PSDB) busca um consórcio entre os sete municípios do Aglomerado Urbano de Jundiaí (AUJ) para que esta conta também seja rateada entre todos os usuários.

Para o deputado federal Miguel Haddad, no encontro é possível que a verba venha via convênio com o Hospital São Vicente de Paulo ou Hospital Universitário. “Vamos buscar resolver este impasse técnico e é importante salientar que o hospital não vai fechar”, afirma Miguel.

O prefeito Luiz Fernando afirmou que o governo federal é o grande devedor da saúde pública no município. “Ele reconhece uma conta de R$ 38 milhões e não paga. Enquanto isso, o cidadão jundiaiense arca sozinho com o tratamento de pessoas de toda a Região.”

A decepção com mais uma negativa federal vem de encontro com a situação crítica do financiamento da saúde no município. “É uma conta insana. Os hospitais atendem, mas eles não pagam a conta.”

Luiz Fernando afirma que a solução para o custeio do Hospital da Criança tem de sair de uma visão regional. Hoje, em reunião do Aglomerado Urbano de Jundiaí, no Paço Municipal, o prefeito vai pedir ajuda para custear os serviços. “A prefeitura vai ajudar o Grendacc, numa solução construída com outros municípios.”

Comente esta matéria 3 comentários
Carlos Silva 13/09/2017 07:19:57
Acho que essa posição - de procurar maneiras de resolver o problema do GRENDACC - é a posição correta.Temos de nos unir em defesa da instituição.Da minha parte louvo esse esforço feito aqui e em Brasília, para tentar resolver a questão.
Carlos Silva 13/09/2017 07:19:57
Acho que essa posição - de procurar maneiras de resolver o problema do GRENDACC - é a posição correta.Temos de nos unir em defesa da instituição.Da minha parte louvo esse esforço feito aqui e em Brasília, para tentar resolver a questão.
edison 13/09/2017 17:42:49
Se o Hospital Grendacc fechar, ficará determinado a falência da politica do município de Jundiaí e região. Os eleitores ai se darão conta da falta de qualidade regional de nossos políticos. O deputado Miguel Haddad diz ser problema técnico mas, ele sabe, assim como o Luiz Fernando que a falta de representatividade política em nossa região é enorme. Os partidos tem que encontrar candidatos bons para que possamos votar neles. Senão os votos daqui da região, vão para capital e até pra Sorocaba e Campinas. Se tivéssemos outros deputados, estaríamos "mais" representados, seja em Brasília ou na Capital. Eleitores pensem nisso e escolham candidatos da região na próxima eleição. É para momentos como este do Grendacc que existem os políticos...
Seu telefone e e-mail NÃO serão publicados!
* Campos obrigatórios! (caracteres restantes: 1000)
Li e estou de acordo com os termos e condições de uso do portal.
Outras notícias sobre JUNDIAÍ LISTAR TODAS
JORNAL DE JUNDIAÍ
política de privacidade anuncie conosco
editorias



Empregos e Concursos
Especiais


Motor
Mundo
Opinião
Polícia
Política
Repórter JJ
Turismo
cidades
Jundiaí
Região
entretenimento

Cultura & Lazer
Théo Faz & Acontece
esportes
tv jj



Notícias
Periscope


grupo jj
Fale Conosco
Repórter JJ
Quem Somos
Expediente
Anuncie
Assine o Jornal
Gráfica JJ
Termo e
Condições de Uso
2014 © Jornal de Jundiaí - Todos os direitos reservados.
Acesse:
Projeto Gráfico: Marcelo Savoy | Desenvolvimento: //sithes.com