PELA ORDEM

Cozinheiras da rede de educação reclamam de sobrecarga

Um grupo de cozinheiras responsável pela merenda escolas na rede municipal de ensino de Jundiaí se reuniu nesta terça (13) na Câmara Municipal para reivindicar melhorias nas condições de trabalho. “As meninas estão ficando com tendinite, problemas de coluna e outras doenças pelo excesso de trabalho, e nada disso é considerado doença adquirida pela função, então não temos adicional”, disse uma delas.

As cozinheiras dizem que estão acumulando funções que não são suas devido à falta de funcionários, chegando a atender mais de mil alunos cada uma. Reclamações sobre ambiente insalubre também são constantes. “Se contratarem mais gente já alivia muito”, dizem. Elas buscaram diálogo com os vereadores Edicarlos Vieira (PSD) e Faouaz Taha (PSDB), mas afirmam não terem sido recebidas pelos mesmos.

Os vereadores, no entanto, dizem que o grupo foi recebido no plenarinho da Casa de Leis na tarde de terça, pouco antes do início da sessão ordinária daquele dia. Em contato com a reportagem, Faouaz afirmou que o momento foi registrado pela assessoria da Câmara, mas não foi divulgado para preservar a identidade das merendeiras.

A Unidade de Gestão de Educação, através do Departamento do Departamento de Alimentação e Nutrição, diz que irá entrar em contato na próxima semana com o grupo de cozinheiras em questão, a fim de entender os posicionamentos e necessidades e tomar as providências cabíveis para resolução a curto, médio e longo prazos.

COMENTE

Loading Facebook Comments ...

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *