Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Defesa tenta liberdade de músico jundiaiense preso acusado de abusar sexualmente de criança

GERALDO DIAS NETTO | 18/05/2018 | 22:02

A defesa do músico e empresário de Jundiaí, Daniel Busanelli, de 47 anos, tenta na Justiça derrubar o mandado de prisão temporária que o levou para a cadeia no último dia 16, sob a acusação de abusar sexualmente de uma criança de 11 anos. A menina é filha de um casal de amigos de longa data do músico. Ainda nesta sexta-feira (18), o requerimento estava sendo apreciado pela 1ª Vara Criminal, que concedeu à Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) a ordem judicial para colocar o acusado atrás das grades pelo prazo de 30 dias. Ao se manifestar sobre o pedido da defesa, a promotoria deliberou no sentido de manter a prisão. Caso a defesa consiga reverter a decisão provisória, no entanto, novo pedido de prisão, desta vez preventiva (sem prazo para terminar), deve ser feito pela polícia ao término do inquérito policial de estupro de vulnerável. O crime é previsto pelo artigo 217-A do Código Penal e tem pena estimada de até 15 anos de reclusão a quem cometa “conjunção carnal” ou pratique “outro ato libidinoso com menor de 14 anos”.

MÚSICO JUNDIAIENSE É PRESO POR ESTUPRO DE CRIANÇA DE 11 ANOS

Busanelli foi detido por volta das 16h30 do dia 16. Levado à sede da DDM, na avenida 9 de Julho, negou o crime e se disse inconformado com a acusação. Ele permanece no Centro de Triagem de Campo Limpo Paulista, mas pode ser transferido a outra unidade prisional caso tenha a prisão convertida para preventiva. A investigação que resultou na captura do músico teve início após queixa da mãe da criança, que esteve na DDM para contar o que ouviu da filha após a menina dormir na casa do acusado, de quem ela e o marido eram amigos de longa data. Segundo a mulher, a criança contou ter sido abusada no quarto da própria filha de Busanelli. Ela havia sido convidada pelo morador para ir dormir na residência, pois fariam a “noite do hambúrguer”, e acabou violentada nos dois dias em que ali esteve. Durante o registro do boletim de ocorrência, a menina também foi ouvida por uma psicóloga da DDM, que realizou os procedimentos sob a coordenação da delegada Maria Beatriz Cúrio de Carvalho e da investigadora-chefe Lilian Picchi.


Link original: https://www.jj.com.br/policia/defesa-tenta-liberdade-de-musico-jundiaiense-preso-acusado-de-abusar-sexualmente-de-crianca/
Desenvolvido por CIJUN