ACIDENTE

Passageiro morre após cair sob ônibus da Rápido Luxo em Várzea Paulista

Morreu na noite de anteontem, vítima de atropelamento, um porteiro de 63 anos que caiu sob as rodas de um ônibus da Rápido Luxo Campinas, por volta das 19h do último dia 11, na avenida Fernão Dias Paes Leme, em Várzea Paulista. O registro da morte foi feito pelo filho do homem, um motoboy de 33 anos, que procurou a polícia e disse ter sido o acidente provocado pelo motorista do ônibus. Segundo ele, enquanto seu pai embarcava no utilitário, o motorista arrancou de forma brusca, ainda com a porta aberta, fazendo com que o passageiro caísse sob o pesado veículo e fosse atropelado. No dia dos fatos, informou o declarante, Alcides de Lima, morador na Vila Real, em Várzea, foi levado às pressas ao hospital do município. Em razão da gravidade dos ferimentos, precisou ser transferido para Jundiaí, sendo internado no Hospital de Caridade São Vicente de Paulo. Na noite de anteontem, às 20h35, não resistiu e entrou em óbito, segundo constatação da equipe médica da instituição, informou o filho. Ele disse que o caso, no dia, não chegou a ser registrado na delegacia local e que também não conseguiu uma cópia do boletim da Polícia Militar, que foi acionada e atendeu a ocorrência. Procurada, a direção da empresa não foi encontrada para comentar o caso.

Jundiaí
Outro acidente envolvendo ônibus foi registrado pela polícia no final da noite de anteontem, desta vez em Jundiaí. Um motociclista de 27 anos e uma jovem, de 22 anos, que ia na garupa, ficaram feridos após colisão do veículo de duas rodas com a frente do utilitário na rua João Victor Atizani, no Jardim Tamoio. Segundo o motorista do ônibus, o condutor da moto, uma Honda CG 150, acessou a via pela contramão de direção, olhando para trás. Ao tentar desviar, manobrou para um lado e tal movimento foi seguido pelo motociclista, ocorrendo a colisão neste momento. Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) precisou ser chamada e prestou socorro aos feridos, que foram levados ao Hospital de Caridade São Vicente de Paulo, onde permaneceram internados. Já o motorista, que não se feriu, passou pelo teste do bafômetro. O exame deu negativo para embriaguez.

Números
Três pessoas perderam a vida em acidente no município de Várzea Paulista entre janeiro e março deste ano, segundo dados do Sistema de Informações de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo, o Infosiga-SP, iniciativa do Governo do Estado. As três vítimas ocupavam motocicletas e tinham entre 25 e 44 anos, tendo os acidentes ocorrido durante a tarde (dois casos), entre as 12h e 18h, e de manhã (um caso), entre as 6h e 12h. Em Jundiaí, no mesmo período, motocicletas foram o tipo de veículo mais envolvido em mortes no trânsito (11), com atropelamentos causando três óbitos, seguidos por carros (duas) e caminhão (uma morte). No último sábado, dois motociclistas morreram em acidentes nas rodovias Bandeirantes e Anhanguera, em Jundiaí, e um garupa ficou gravemente ferido, aumentando ainda mais as estatísticas de mortos e lesionados em decorrência de acidentes como moto. No total, somente em Jundiaí, dezessete pessoas perderam a vida nos três primeiros meses do ano, sendo as rodovias o palco da maioria dos acidentes que deixaram vítimas fatais (47,06%), em grande parte homens entre 18 e 24 anos, e 40 e 44 anos. Já a segunda-feira foi o dia com mais registros de óbitos (cinco), seguindo-se pelo domingo (quatro), sábado e quarta (três cada), e quinta e sexta-feira (uma morte). Ainda segundo o Infosiga-SP, homens foram 82,35% dos mortos, com os acidentes ocorrendo principalmente durante a manhã manhã (seis casos), entre as 6h e 12h, e à noite (quatro), entre as 18h e 24h.

Lesão corporal
Acidentes de trânsito também resultaram em 147 registros de lesão corporal entre janeiro e março deste ano em Jundiaí, conforme estatísticas da Secretaria de Segurança Pública (SSP). Cada registro pode conter mais de uma vítima ferida em acidente – a quantidade de pessoas não é divulgada pela pasta -, sendo março o mês com mais número de boletins de ocorrência (62), seguido por janeiro (46) e fevereiro (39). Quando comparado com o mesmo período do ano passado, o número de feridos nos três primeiros meses de 2018 é 22,6% menor, uma vez que 190 boletins de ocorrência de lesão corporal por acidente de trânsito foram anotados pela polícia em 2017. No próximo dia 25, a SSP deve divulgar as estatísticas de abril passado para todo o Estado de São Paulo.

COMENTE

10 pensamentos sobre “Passageiro morre após cair sob ônibus da Rápido Luxo em Várzea Paulista

  1. A grande maioria desses motoristas da rapido luxo sao todos despreparados,ignorantes,nao respeitam sinalizacao,so andam em velocidades altissima,e grudados nos veiculos da frente e esses do fretamento da fidelity nem se fala, andam com falando no celular e com portas abertas nos dias de calor e correm acima do limite. Entao de quem e culpa???

  2. O budo Garcia e do ano passado otário aff ,,, são motorista feito nas coxas , analfabetos q compraram a abilitacao certeza

    • No caso, ao falarmos de alguém devemos dar exemplo não é Carlos? (analfabeto) e você escreveu abilitação.

      HABILITAÇÃO MEU CARO AMIGO.

      Seres humanos criticando no outro aquilo que eles mais tem dentro deles. FATO

    • MEU CARO CARLOS BARBOSA, CUIDADO COM O QUE FALA DOS OUTROS HEN !! CHAMA OS OUTROS DE ANALFABETOS E OLHA COMO VC ESCREVEU ” HABILITAÇÃO “. CUIDADO !!

    • Pode por gentileza me responder quais são os casos que o senhor conhece de compras de habilitações?

      Ass. Motorista com orgulho

  3. dia 14/05/l8 por volta de 12:00hs uma idosa caiu da poltrona do ônibus batendo a cabeça no assoalho do ônibus (alta velocidade do veículo)linha JD.Paulista.dia 15/05/18 linha V.Rami-Centro,idoso prençado na porta do coletivo ao tentar embarcar=11:00hs. e o motorista respondeu q o problema é do idoso q tentou entrar por outra porta,esse é o jeito q ele educa os passageiros;ou seja,fechando a porta do coletivo. O passageiro tem q ficar esperto pra não cair pq as barbaridades q eles fazem é só por DEUS mesmo.Isso são as poucas ocorrências com os usuários,fora as barbaridades q fazem no trânsito.Na rua,eles querem ser os donos da situação,as autoridades competentes estão esperando mais o quê pra reciclar esses motoristas.

  4. ” A direção da empresa não foi encontrada para comentar”
    Devem estar preparando a mesma desculpa de sempre, que dão treinamento e vão reforçar com os funcionários.

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Loading Facebook Comments ...