INVESTIMENTOS

Saúde e educação terão quase metade do orçamento de Jundiaí para 2019

A Prefeitura de Jundiaí deve investir cerca de R$ 1,5 bilhão nas áreas de Educação e Saúde em 2019. A estimativa faz parte do planejamento apresentado pela Unidade de Gestão de Governo e Finanças do município (UGGF) e inclui, entre outras ações, a ampliação de 500 vagas nas creches; o aumento em 10% na assistência farmacêutica aos pacientes atendidos pelo Sistema SUS; obras de reformas ou modernizações de Unidades Básicas de Saúde e do ambulatório de moléstias infecciosas.

A mesma verba prevê, ainda, a implantação de 300 quilômetros de infovias na cidade (para ampliar o sistema de videomonitoramento, auxiliar na melhoria da segurança nos bairros e interligar todas as UBSs, escolas, creches e terminais urbanos) e a instalação de corredores de ônibus com sinalização inteligente (BRT).

Além de Educação e Saúde, a prioridade dos investimentos, segundo consta do Plano Plurianual 2018/2021, também beneficiará os setores de Mobilidade Urbana e Transportes. De acordo com a UGGF, a melhoria dos serviços se dará nos programas Escola Inovadora, Nova UBS, Clínica da Família, Mobilidade Total e ainda no Plano Municipal de Segurança.

Os investimentos previstos se referem exclusivamente às obras e ações realizadas graças a recursos repassados através de emendas ou convênios com os ministérios das Cidades ou da Saúde, do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) ou dos convênios firmados com o Governo paulista.

Na visão do gestor de Governo e Finanças de Jundiaí, José Antonio Parimoschi, a administração investe (e prosseguirá investindo em 2019) em programas que melhoram a infraestrutura da cidade e que servem para atrair mais empresas e investimentos produtivos. “Estes geram emprego e renda para as pessoas e recursos para o governo municipal. Isso ajuda no processo de recuperação pelo qual estamos atravessando”, emenda Parimoschi.

Receita de R$ 2,3 bi
A estimativa de receita da cidade para 2019 é de R$ 2,3 bilhões. Entre esses investimentos, a prefeitura espera conseguir “destravar” o BRT junto ao Ministério das Cidades, para liberar R$ 106 milhões a serem utilizados em 22 quilômetros de corredores de transporte coletivo em Jundiaí. A UGGF acredita que esta obra é fundamental por dois aspectos: vai gerar novos empregos e, quando estiver finalizada, agilizará os trajetos dos passageiros.

Com relação à segurança pública, as ações para o ano que vem preveem intensificar o trabalho da Guarda Municipal, para que esta seja fortalecida em sua estrutura de atuação de segurança, tanto nos bairros quanto nos corredores comerciais do município, assim como nas escolas da rede municipal. O efetivo já aumentou este ano (23 novos guardas integraram a corporação em julho) e, para 2019, o foco é atualizar o Plano Municipal de Segurança.

“Nesse sentido, estamos trabalhando para captar recursos de emendas e financiamentos para a ampliação do sistema de videomonitoramento nos bairros”, prossegue Parimoschi. O gestor lembra, ainda, que também constam das ações previstas pela atual gestão a construção de uma nova sede para a GM (com a integração dos serviços de urgência e emergência do município), além da construção da sede do canil. O Plano prevê, ainda, a modernização das viaturas, novos armamentos e compra de outros equipamentos para a Guarda Municipal.

Foto: Rui Carlos

Foto: Rui Carlos

COMENTE

Loading Facebook Comments ...

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *