CRISE DE ABASTECIMENTO

Aglomerado Urbano mantém alerta por desabastecimento e cidades da Região operam de forma parcial

Desde sexta-feira (25), as cidades do Aglomerado Urbano de Jundiaí (AUJ) vêm decretando, uma a uma, estado de emergência nos municípios, devido à greve dos caminhoneiros que causou problemas no abastecimento de combustível, alimentos e outros produtos. As aulas foram suspensas, os ônibus circularam com frota reduzida, exceto em Itupeva, e o atendimento nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) também ficou parado, exceto Jundiaí. Na maioria das cidades, os combustíveis começaram a chegar aos postos ontem para serem disponibilizados à população. As forças policiais mantiveram atendimento normal e a expectativa é que todos os serviços sejam normalizados, inclusive as aulas, a partir da próxima segunda-feira (4).

Foto: Arquivo

CONFIRA MAIS NOTÍCIAS DE POLÍTICA

Estratégias
Em Jundiaí e Várzea Paulista, foi montado um comitê de crise que se reunia diariamente para tomar decisões sobre o abastecimento da cidade. “Escolhemos um posto para abastecer as equipes essenciais e manter os serviços públicos”, afirmou David Alexandre, gestor de Planejamento e Inovação e membro do comitê de Várzea Paulista. Em Jundiaí, o comitê se reuniu também com representantes de diversos setores e resolveu estender a escolta policial que trouxe gasolina a algumas empresas para ajudar na reposição de produtos importantes para a população, como gás de cozinha, material de saúde e alimentos.

As duas cidades, aliás, foram as primeiras a iniciarem o reabastecimento de combustível para a população já na terça (29). As demais cidades começaram liberar alguns postos apenas nesta quarta (30) e em poucos locais. Campo Limpo Paulista suspendeu o estado de alerta na tarde de ontem, mas o reabastecimento para a população está apenas voltando ao normal. O prefeito de Jundiaí, Luiz Fernando Machado (PSDB), diz que só irá suspender o aviso quando tudo estiver integralmente voltado ao normal. “Teremos feriado, procissão e algumas obras. O trânsito vai ficar conturbado e não me sinto seguro para desinstalar o Comitê de Crise neste momento”, afirmou.

Transporte e saúde
Itupeva foi a única cidade que conseguiu manter o transporte municipal circulando normalmente durante os últimos 10 dias de greve. “O transporte intermunicipal, porém, está em horário de domingo”, revelou o prefeito Marcão Marchi (PSD). Em Cabreúva, o transporte opera com frota reduzida e apenas das 4h30 às 19h. Apenas em Jundiaí as UBSs continuaram funcionando normalmente todos esses dias. Os hospitais, por outro lado, cancelaram as cirurgias eletivas e mantiveram apenas o atendimento de urgência. Em Itupeva, apenas duas UBSs funcionaram com equipe alternada na terça e na quarta.

COMENTE

Loading Facebook Comments ...

2 pensamentos sobre “Aglomerado Urbano mantém alerta por desabastecimento e cidades da Região operam de forma parcial

  1. Parabéns ao prefeito, agora o cidadão também tem q colaborar em respeitar o espaço dios demais , e senhor prefeito já meteu o pé na bunda daquela agente da saúde , aquela pilantra ela é a sobrinha dela

  2. Parabéns a Guarda Municipal de Jundiaí e a PM. Estavam em todos os postos da cidade e coibiram os vândalos pagos pelo PT.

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *