Acervo

Amapá registra casos suspeitos de chikungunya


A Coordenadoria de Vigilância em Saúde do Amapá informou que o município de Oiapoque já registra 129 casos suspeitos de febre chikungunya. Além disso, 27 casos estão sendo analisados e processados no sistema de dados do órgão.

Entretanto, o governo do Estado negou a existência de surto da doença na região. Reforçou que, até o momento, apenas quatro casos foram confirmados, dois importados e dois originários de contaminação no próprio município. O secretário de Saúde de Oiapoque, Oscar Moraes, solicitou à prefeitura a decretação de estado de emergência. Seis técnicos do Instituto Evandro Chagas, no Pará, devem chegar à cidade na próxima segunda-feira (29). Eles tentarão agilizar a entrega de resultados das amostras colhidas no município.

Assim como a dengue, a febre chikungunya é transmitida pelos mosquitos Aedes aegypti e Aedes albopictos. Ela só tem um sorotipo, ou seja, cada pessoa só pega a doença uma vez. Os sintomas, que podem durar de três a 10 dias, são os mesmos da dengue: dor de cabeça, febre, dores musculares e nas articulações.


Notícias relevantes: