Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Ativistas lançam financiamento coletivo para organizações que defendem minorias

FOLHAPRESS | 29/10/2018 | 14:41

Como reação à vitória do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), ativistas lançaram uma campanha digital de financiamento coletivo para apoiar organizações que defendem vítimas de misoginia, homofobia e racismo. “O ódio pode ter vencido nas urnas, mas nossa resposta começa aqui, e agora”, diz o site da campanha Ninguém Fica Pra Trás. A meta do grupo é arrecadar R$ 250 mil em 42 dias. Às 10h30 desta segunda-feira (29), o site informava que as doações chegavam a mais de R$ 13 mil.

“A eleição de Bolsonaro tem um efeito grave e imediato: o aumento dos crimes de ódio sobre grupos que foram hostilizados em seus discursos. Mulheres, negras e negros, população LBGTQI, povos tradicionais e refugiados sempre sentiram na pele os efeitos da intolerância -mas agora, com um presidente que incita o ódio publicamente, essas vidas estão ainda mais ameaçadas”, diz a página.

O destino da doação varia de acordo com seu valor. Com R$ 20 reais, por exemplo, o doador paga uma refeição para um jovem abrigado na Casinha, organização que acolhe LGBTs em situação de violência e vulnerabilidade familiar no Rio de Janeiro.

Foto: Dário Oliveira/Folhapress)

Foto: Dário Oliveira/Folhapress)


Link original: https://www.jj.com.br/brasil-e-mundo/ativistas-lancam-financiamento-coletivo-para-organizacoes-que-defendem-minorias/
Desenvolvido por CIJUN