Acervo

Avião da Ucrânia foi abatido pelo Irã por acidente, avaliam funcionários dos EUA

O voo PS752, que caiu pouco após decolar em Teerã e matou 176 pessoas, foi abatido pelo sistema de defesa aérea do Irá de modo acidental, avaliam funcionários dos setores de inteligência dos Estados Unidos, que falaram com a imprensa sob condição de anonimato. Segundo três funcionários ouvidos pela revista Newsweek -um membro do Pentágono, outro da Inteligência dos EUA e outro da Inteligência do Iraque- o avião foi abatido de forma acidental com o uso de um míssil antiaéreo russo. Outro funcionário, ouvido pela agência Reuters, disse que satélites dos EUA detectaram o lançamento de dois mísseis pouco antes do avião cair. No acidente desta quarta, um Boeing 737-800 da Ukraine International Airlines caiu cinco minutos após decolar do aeroporto internacional Imam Khomeini, em Teerã. A aeronave, que decolou às 6h12 na hora local (23h42 de terça em Brasília) e seguia para Kiev, pegou fogo após a queda. Todas as 176 pessoas a bordo morreram, e ainda não se conhecem as causas do acidente -que chegou a ser relacionado à crise entre Irã e Estados Unidos. Cinco horas antes da queda da aeronave, o Irã havia disparado mísseis contra bases americanas no Iraque, em resposta a um ataque dos EUA que matou o general Qassim Suleimani, principal autoridade militar iraniana. Entre as vítimas, havia 82 iranianos, 63 canadenses e 11 ucranianos. Segundo o primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, os passageiros fariam uma conexão para um voo com destino ao Canadá. [caption id="attachment_70771" align="aligncenter" width="1600"] Divulgação[/caption]

Notícias relevantes: