Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Azevedo diz que OMC vai observar de perto planos dos EUA sobre tarifas de aço

DA FOLHAPRESS - redacao@jj.com.br | 02/03/2018 | 18:00

O diretor-geral da Organização Mundial do Comércio, Roberto Azevedo, disse nesta sexta-feira (2) que a OMC está preocupada com o anúncio dos planos dos Estados Unidos sobre tarifas de aço e alumínio. O presidente americano, Donald Trump, afirmou nesta quinta que seu governo vai impor tarifas de importação de 25% sobre o aço e 10% sobre o alumínio, na próxima semana.

Andrew Harrer/Bloomberg via Getty Images

Andrew Harrer/Bloomberg via Getty Images

O Brasil está entre os países que mais devem ser afetados: é o segundo maior exportador de aço aos EUA, atrás apenas do Canadá. No ano passado, a receita somou US$ 2,63 bilhões (cerca de R$ 8,5 bilhões). Azevedo, que é brasileiro, disse que “uma guerra comercial não é de interesse de ninguém” e que a “OMC vai observar a situação de perto”.

O governo brasileiro recebeu o anúncio de Trump com preocupação e disse que não descarta ações multilaterais para preservar os interesses do país, segundo o Ministério da Indústria e Comércio Exterior. “É uma loucura; é uma tarifa extremamente alta e, com certeza, inviabiliza nossas exportações para lá”, afirmou Marco Polo de Mello Lopes, presidente do Instituto Aço Brasil.


Link original: https://www.jj.com.br/brasil-e-mundo/azevedo-diz-que-omc-vai-observar-de-perto-planos-dos-eua-sobre-tarifas-de-aco/
Desenvolvido por CIJUN