Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Brasil tem primeiro corte de vagas de emprego em 2018

DA FOLHAPRESS | 21/07/2018 | 05:20

Pela primeira vez em 2018, as demissões superaram as contratações no mercado de trabalho formal em junho. O resultado do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) ficou negativo em 661 vagas no mês passado, de acordo com dados divulgados pelo Ministério do Trabalho nesta sexta (20). Nos meses anteriores, o mercado de trabalho formal já mostrava forte desaceleração, mas ainda tinha um saldo positivo – ou seja, as contratações superavam as demissões. Em maio, o Brasil registrou a criação de 33,7 mil trabalhos com carteira assinada, que tinha sido o menor saldo em 2018. O saldo de junho teria sido ainda pior sem as vagas intermitentes. O resultado divulgado pelo governo considera um saldo positivo de 2.688 vagas de trabalho nessa modalidade. Sem considerá-los, o saldo fica negativo em mais de 3 mil postos.

CLIQUE AQUI E CONFIRA OUTRAS COLUNAS DE OPINIÃO DOS ARTICULISTAS DO JORNAL DE JUNDIAÍ 

O desempenho do Caged foi pior que em junho de 2017, quando o saldo foi positivo, com 9.821 novas contratações. No mês passado, a indústria de transformação e o comércio foram os setores que mais encerraram vagas. Cada um deles fechou mais de 20 mil postos. A agropecuária, por outro lado, garantiu um saldo positivo de 40.917. No acumulado no primeiro semestre de 2018, o saldo de criação de emprego está positivo em 392,5 mil vagas. Em 12 meses, o resultado é de uma criação de 280 mil vagas. No fim de 2017, estimativas apontavam a criação de cerca de 1 milhão de novos postos com carteiras. Desde março, no entanto, a desaceleração tem sido tão brusca que, mantido o ritmo registrado a partir daquele mês, o mercado de trabalho pode fechar 2018 com um saldo líquido de apenas 220 mil vagas com carteira.

Jovens têm dificuldade em conseguir emprego

Jovens têm dificuldade em conseguir emprego


Leia mais sobre | |
Link original: https://www.jj.com.br/brasil-e-mundo/brasil-tem-primeiro-corte-de-vagas-de-emprego-em-2018/
Desenvolvido por CIJUN