Acervo

Brigitte Macron se emociona com mensagens de apoio



Crédito: Reprodução/Internet
A primeira-dama da França, Brigitte Macron, ficou emocionada ao saber das mensagens de apoio e da hashtag #DesculpaBrigitte, informou o jornal francês "Le Parisien" nesta terça-feira (27). A tag ficou entre as mais comentadas do Twitter durante toda a segunda-feira. Brigitte, esposa do presidente francês, Emmanuel Macron, leu as mensagens pouco antes de deixar Biarritz, cidade no sudoeste da França onde ocorreu o encontro do G7, segundo informaram fontes de sua comitiva ao veículo francês. As mensagens direcionadas à primeira-dama vieram em resposta a uma publicação do presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, no Facebook. Um seguidor postou fotos dos presidentes acompanhados de suas mulheres com a seguinte pergunta: "Entende agora pq Macron persegue Bolsonaro?". O seguidor ainda acrescentou "é inveja presidente do Macron pode crê (sic)". Bolsonaro respondeu ao comentário dizendo: "Rodrigo Andreaça não humilha".

Os dois casais presidenciais, brasileiro e francês, têm em comum a diferença de idade, sendo que Brigitte Macron, de 66 anos, é mais velha que o marido, que tem 41 anos. Já Bolsonaro tem 64 anos, enquanto sua esposa, Michelle, tem 37.

Entre os usuários que postaram desculpas a Brigitte, há famosos como o ator Bruno Gagliasso, Gretchen e até Paulo Coelho.

O presidente Jair Bolsonaro negou nesta nesta terça-feira (27) ter ofendido a primeira-dama da França.

Perguntado se pediria desculpas a Brigitte, após a zombaria com a aparência dela, Bolsonaro disse que não a ofendeu e, irritado com a insistência dos repórteres, encerrou a entrevista, acrescentando que os jornalistas "não merecem a consideração".

"Não queiram levar para esse lado, que a questão pessoal e familiar eu não me meto. Eu sei porque falei para o cara não entrar nessa área. Se continuar pergunta nesse padrão, vai acabar a entrevista, vai acabar a entrevista", repetiu. "Realmente o jornalismo, vocês não merecem a consideração", disse Bolsonaro, abandonando a entrevista.


Notícias relevantes: