Acervo

Coronavírus: Doença já mata um a cada 30 minutos em SP


O Governador Geraldo Alckmin, participa da inauguração da nova área do pronto-socorro do Instituto do Coração em São Paulo. DATA 27/04/2017. LOCAL: São Paulo/SP. FOTO: Diogo Moreira
Crédito: Reprodução/Internet
O estado de São Paulo registrou nesta semana uma morte a cada 30 minutos pelo novo coronavírus. Os números de quinta-feira (16) somam 853 óbitos pela covid-19, com um média de 60 por dia. Somente ontem foram 75 novas mortes. Os números desta semana também mostram ainda que, a cada dia, há pelo menos 100 novas internações de pacientes. Até quinta (16) eram 2,3 mil casos confirmados da doença internados em hospitais, sendo 1.115 em leitos de UTI e 1.264 em enfermarias. O número de casos confirmados da doença até quinta-feira (16) era de 11.568, ou seja, 2,6 mil a mais desde segunda-feira, quando eram 8.895 confirmados. Já são 210 cidades com pelo menos um caso e 83 municípios com no mínimo um óbito. Entre as vítimas fatais estão 507 homens e 346 mulheres. Os óbitos continuam concentrados em pacientes com 60 anos ou mais, totalizando 79,3% das mortes. Isolamento social O Sistema de Monitoramento Inteligente (SIMI-SP) do Governo de São Paulo mostra que o percentual de isolamento social no estado na última quarta-feira (15) foi de 50%. Em Jundiaí o número foi de 48%, repetindo os dados apresentados na segunda (13) e terça-feira (14). Para o Centro de Contingência do coronavírus em São Paulo, a adesão ideal para controlar a disseminação da covid-19 é de 70%. Se a taxa continuar baixa, o número de leitos disponíveis no sistema de saúde não será suficiente para atendimento. Várzea Paulista e Campo Limpo Paulista tiveram seu percentual de isolamento social medido pela segunda vez. Várzea Paulista subiu de 45% na terça-feira para 51% na quarta-feira, enquanto Campo Limpo Paulista subiu de 55% para 56%. A central de inteligência analisa os dados de telefonia móvel para indicar tendências de deslocamento e apontar a eficácia das medidas de isolamento social. O governador João Doria reforça o pedido para que a população reduza drasticamente a circulação nas ruas. “Quero pedir à população que tome cuidado e atenda à orientação do isolamento social. É fundamental que a população tenha solidariedade. Cada pessoa que desnecessariamente se aglutina ou agrupa em algum lugar está colocando em risco a sua própria vida e as de seus familiares, vizinhos e outras pessoas”, disse. [caption id="attachment_88203" align="aligncenter" width="800"] O Governador Geraldo Alckmin, participa da inauguração da nova área do pronto-socorro do Instituto do Coração em São Paulo. DATA 27/04/2017. LOCAL: São Paulo/SP. FOTO: Diogo Moreira[/caption]

Notícias relevantes: