Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Farc e ELN anunciam cessar-fogo na Colômbia

| 16/05/2014 | 17:27

As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e o Exército de Libertação Nacional (ELN) – as duas maiores e mais antigas guerrilhas em atividade na Colômbia – anunciaram nesta sexta-feira (16) um acordo conjunto de cessar-fogo unilateral a partir da próxima terça-feira (20) até o dia 28 de maio.

A decisão foi tomada por causa das eleições presidenciais previstas para o dia 25 de maio. “Ordenamos cessar qualquer ação militar ofensiva por parte das Farc ou ataques contra a infraestrutura a partir da 0h da próxima terça”, anunciou sexta-feira (16) Pablo Catatumbo, um dos delegados da Farc que participam da negociação de paz com o governo do país, em Havana, Cuba.

Apesar do anúncio do cessar-fogo, no comunicado lido por Catatumbo, as Farc afirmaram “não acreditar” no regime eleitoral colombiano. “Pensamos que [as eleições no país] sofrem com a corrupção, o clientelismo, a fraude e a manobra suja que conduz a todo tipo de ilegitimidade dos resultados”, destaca o texto divulgado pela guerrilha.

Catatumbo também lembrou que as Farc decretaram cessar-fogo unilateral em duas ocasiões desde que foi iniciado o processo de paz: de dezembro de 2012 a janeiro de 2013 e no final do ano passado. “Lamento que, apesar desse nosso gesto de paz [cessar-fogo], que tivemos em várias oportunidades, o governo não tenha agido da mesma forma.”

O governo colombiano não suspendeu operações contra as Farc em nenhum momento, desde que o processo de paz foi iniciado, alegando que a ofensiva militar é um instrumento de “pressão” para que o diálogo possa haver diálogo. O texto foi assinado pelas Farc e por Nicolás Rodríguez Bautista, chamado de Gabino, atual chefe do ELN.

De acordo com presidente colombiano, Juan Manuel Santos, e com o próprio ELN, desde o ano passado o governo e a guerrilha negociam uma agenda para iniciar um processo pelo fim do conflito, semelhante ao que vem sendo executado com as Farc. Em agosto do ano passado, o presidente havia afirmado que estava “pronto para negociar” com o ELN e que as conversas de aproximação levariam o país a um eventual diálogo.

Na época, a imprensa colombiana fez especulações de que um anúncio do início do processo estaria próximo. Na época, a guerrilha também enviou mensagens e comunicados nesse sentido, mas posteriormente não houve avanços.


Link original: https://www.jj.com.br/brasil-e-mundo/farc-e-eln-anunciam-cessar-fogo-na-colombia/
Desenvolvido por CIJUN