Acervo

Morre Piet Schoenmaker, o embaixador da Expoflora de Holambra

Danca-Holandesa--2015--Cred-Fabiano-de-Bruin---9- (2)
Crédito: Reprodução/Internet

Um dos pioneiros da dança holandesa no Brasil, Piet Schoenmaker, o embaixador da Expoflora, em Holambra, faleceu no sábado, aos 75 anos. Ele lutava contra um câncer.

Holandês de nascimento, mas brasileiro de coração, como costumava ressaltar, Petrus Wilhelmus Jozef Schoenmaker migrou com a família para o Brasil em outubro de 1959, quando tinha apenas 15 anos de idade. Trabalhou como agricultor na fazenda Terra Viva, de propriedade dos Schoenmaker, responsável pela introdução das primeiras flores em Holambra – os gladíolos, popularmente conhecidos como Palma de Santa Rita.

Para manter suas raízes, foi um dos mais importantes pesquisadores da música, da dança e do folclore holandês, repassados para as gerações seguintes por meio dos grupos de danças holandesas que formou na antiga colônia, hoje conhecida como Holambra, cidade que é a junção dos nomes Holambra, América e Brasil.

O grupo de dança de Holambra é o único no mundo a reunir coreografias de distintas regiões da Holanda, graças a um intenso trabalho de pesquisa realizado pelo professor Piet Schoenmaker.


Notícias relevantes: