Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Novas regras do Facebook incluem auditorias em aplicativos suspeitos

DA FOLHAPRESS - redacao@jj.com.br | 22/03/2018 | 11:56

O Facebook anunciou nesta quarta-feira (21) seis mudanças nas regras dos usos de aplicativos.
“Essas medidas incluem agir sobre potencial abuso que tenha acontecido no passado e colocar fortes proteções em vigor para prevenir abusos no futuro”, diz o Facebook.
As modificações surgem após o aplicativo “thisisyourdigitallife” ter capturado dados de 50 milhões de pessoas, que foram usados para favorecer a eleição de Donald Trump para presidência dos Estados Unidos. Os dados foram manipulados pela consultoria Cambridge Analytica.
A rede social diz que terá um padrão mais rigoroso para que os desenvolvedores criem apps e lista seis medidas:
1. Investigação de todos os apps que tiveram acesso a grandes quantidades de informações antes da mudança feita em 2014 para reduzir o acesso a dados, além de auditoria nos apps de atividade suspeita.
2. Informar as pessoas que foram afetadas por apps que fizeram mau uso de seus dados, como o “thisisyourdigitallife”.
3. Se alguém não usar um app por três meses o acesso será desabilitado.
4. Mudança nos dados que um app pode pedir para logar a partir do Facebook. Apenas nome, foto de perfil e endereço de email serão fornecidos.
5. Destacar na página da rede social quais são os apps usados pelas pessoas.
6. Recompensar quem identificar vulnerabilidades no apps.
O comunicado da empresa explica que a rede social colabora na criação de apps, para ampliar a conexão com amigos e familiares.
“Mesmo com essas mudanças, temos visto uso abusivo de nossa plataforma e uso indevido de dados das pessoas, e nós sabemos que precisamos fazer mais”, diz o comunicado.


Link original: https://www.jj.com.br/brasil-e-mundo/novas-regras-do-facebook-incluem-auditorias-em-aplicativos-suspeitos/
Desenvolvido por CIJUN