Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Piloto é multado em R$ 9,5 mi

DA REDAÇÃO | 29/05/2019 | 20:48

Após o empresário e piloto de dragster Sidnei Ângelo Cipriano Frigo, conhecido por “Grandão”, construir um autódromo maior do que o projeto de pista de arrancada apresentado aos órgãos ambientais, a justiça de Itatiba ordenou que “Grandão”, a empresa que ele administra e a mãe dele paguem uma multa de R$ 9,5 milhões pela obra feita.

O complexo automobilístico foi construído às margens da Rodovia Alkindar Monteiro Junqueira, que liga as cidades de Itatiba e Bragança Paulista (SP), ao lado de uma indústria de embalagens de papelão. As arquibancadas e a pista, que serviriam para competições de dragster, onde carros especialmente projetados disputam provas de arrancada, ocupam uma área total de 162 mil metros quadros.

Até agora, nenhuma competição foi realizada oficialmente no local. Em 2008, cerca de três anos depois do início da obra, o Ministério Público entrou com uma ação civil pública indicando que a construção seria irregular.

O local pertence à empresa Bitgl Empreendimentos Participações e Locações Limitada, que tem como proprietários a família de Sidnei, que participa de competições nos Estados Unidos. Ele e a família também são donos de uma indústria de embalagens de papelão.

REPRODUÇÃO/INTERNET


Link original: https://www.jj.com.br/brasil-e-mundo/piloto-e-multado-em-r-95-mi/
Desenvolvido por CIJUN