Acervo

Relator da CPI de Brumadinho propõe indiciamento da Vale


O deputado Rogério Correia (PT-MG), relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Câmara dos Deputados que investiga a tragédia em Brumadinho (MG), propôs no parecer o indiciamento das empresas Vale, TÜV SÜD e de mais 22 pessoas. O relatório de 595 páginas foi entregue a CPI na sexta-feira (25). A discussão sobre o parecer esta marcada para terça-feira (29). "Durante a investigação dos fatos, surgiram indícios de que a Vale e a Tüv Süd teriam se unido para dificultar a atuação dos órgãos de fiscalização e controle na medida em que apresentaram documentos que atestaram falsamente a estabilidade da barragem B1", afirmou Rogério Correia no relatório entregue à CPI. Em janeiro, uma barragem da Vale rompeu em Brumadinho, levando uma enxurrada de lama à região. Mais de 250 mortes foram confirmadas, e ainda há pessoas desaparecidas. Em abril, a engenheira Cristina Malheiros, da Gerência de Geotecnia da Vale, prestou depoimento à CPI e afirmou que a análise técnica não indicou que a barragem poderia romper Procurada, a Vale informou em nota declarouy não ter tido acesso ao relatório da CPI. A empresa acrescentou que avalia ser necessária a "conclusão pericial, técnica e científica sobre as causas do rompimento da barragem B1 antes que sejam apontadas responsabilidades". A TÜV SÜD informou que não comentará o assunto, mas acrescentou "que continua oferecendo sua total cooperação às autoridades e instituições envolvidas na apuração dos fatos."

Notícias relevantes: