Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Sem acordo, paralisação deve continuar

| 06/06/2014 | 21:29

Terminou na noite desta sexta-feira (06), sem acordo a reunião conciliatória entre o Metrô e seus funcionários no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da Segunda Região, no centro de São Paulo. Com isso, a tendência é de que a greve seja mantida neste sábado, chegando a seu terceiro dia. A decisão ainda seria submetida na noite desta sexta-feira (06) à categoria na sede do Sindicato dos Metroviários, no Tatuapé, na zona leste da capital.

Sindicalistas presentes à audiência se disseram insatisfeitos com a pouca flexibilidade demonstrada pelo Metrô, representado por seu presidente, Luiz Antonio Carvalho Pacheco, para avançar nas negociações. O próprio relator do processo no TRT, o desembargador Rafael Pugliese, pediu várias vezes aos representantes da empresa para tentar subir um pouco a proposta do reajuste salarial, de 8,7%. “Não dá, excelência”, disse Carvalho Pacheco.

Operação especial  

Com a continuidade da paralisação parcial dos funcionários do Metrô, neste fim de semana, a CPTM manterá as seguintes medidas operacionais:

– Os trens circularão normalmente em todas as linhas, com reforço da frota, caso os metroviários não retomem suas atividades durante o dia.

– A estação Corinthians-Itaquera, na Linha 11-Coral, que faz integração com a Linha 3-Vermelha do Metrô, ficará fechada no início da manhã, visando à segurança dos usuários, uma vez que as plataformas daquela estação não comportam a demanda conjunta da CPTM e do Metrô.

– A CPTM já solicitou a SPTrans a alteração do itinerário dos ônibus com destino à Corinthians-Itaquera, de forma a redistribuir os coletivos nas demais estações, visando equalizar o fluxo de usuários.

– A operação da Linha 7-Rubi [Luz – Francisco Morato] será estendida até a Estação Brás, até as 14 horas de sábado.

– Haverá reforço no contingente de segurança nas estações.

– As integrações com o Metrô nas estações de transferência (Palmeira-Barra Funda, Brás, Tamanduateí, Santo Amaro, Tatuapé e Luz – só para a Linha 1-Azul) ficarão fechadas até que se inicie a circulação dos trens do metrô. A integração com a Linha 4-Amarela nas estações Pinheiros e Luz funcionará normalmente.

Mais informações poderão ser obtidas no Serviço de Atendimento ao Usuário, telefone 0800 055 0121, que funciona 24 horas.


Link original: https://www.jj.com.br/brasil-e-mundo/sem-acordo-paralisacao-deve-continuar/
Desenvolvido por CIJUN