Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Suspeito de ataque com van em Toronto é indiciado por dez homicídios

DA FOLHAPRESS | 24/04/2018 | 16:47

O motorista suspeito de atropelar pedestres com uma van em um cruzamento em Toronto na segunda (23) compareceu a um tribunal da cidade nesta terça (24), onde foi formalmente acusado pelo ataque, que deixou dez mortos e 15 feridos.

Alex Minassian, 25, irá responder a dez acusações de homicídio doloso (quando há intenção de matar) e a 13 tentativas de homicídio.

Com a cabeça raspada e algemado, ele se manteve o tempo todo com a cabeça baixa, sem olhar diretamente para o juiz ou para seus acusadores. Nem ele nem os promotores deram detalhes dos motivos do atropelamento.

O juiz decidiu que Minassian ficará preso enquanto aguarda o julgamento. Ele deve voltar ao tribunal em 10 de maio.

Sem passagem anterior pela prisão, ele foi detido por policiais logo após o atropelamento e imediatamente identificado pelas autoridades como o autor da ação.

Embora o caso tenha características semelhantes a ataques atribuídos a apoiadores do Estado Islâmico realizados com veículos contra pedestres em cidades da Europa e dos Estados Unidos nos últimos anos, o governo canadense até o momento evitou falar em terrorismo.

As autoridades disseram apenas que o suspeito não representa uma ameaça a segurança nacional.

Em discurso também nesta terça na capital Ottawa, o primeiro-ministro Justin Trudeau afirmou que ainda pode demorar algum tempo até que as razões do ataque sejam descobertas, mas que isso não vai alterar o atual nível de alerta no país.

Ele pediu ainda união de seus compatriotas para enfrentar o caso. “Nós não podemos como canadenses escolher viver com medo todos os dias enquanto fazemos nossas tarefas cotidianas. Precisamos nos focar em fazer o que podemos e precisamos manter os canadenses seguros enquanto nos mantemos leais à liberdade e aos valores que todos nós prezamos”, disse o premiê.


Link original: https://www.jj.com.br/brasil-e-mundo/suspeito-de-ataque-com-van-em-toronto-e-indiciado-por-dez-homicidios/
Desenvolvido por CIJUN