Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Vizinhos de Bolsonaro fazem cervejada e comemoram vitória antecipadamente

FOLHAPRESS | 28/10/2018 | 18:15

Condomínio Vivendas da Barra, rua C, casa 58. Ali fica o quartel general do candidato Jair Bolsonaro (PSL) desde o início da campanha. Neste domingo (28), ele só deixou a residência no confortável condomínio da zona oeste do Rio para votar e ficou acompanhando o pleito cercado de amigos e do clima de “já ganhou”. Os moradores do condomínio preparavam a festa desde o início do domingo. Em várias casas, os donos arrumavam as chopeiras e as churrasqueiras. A rua C era a mais animada.
“Vamos ganhar a eleição de lavada”, comemorava uma das vizinhas, vestida de camisa verde amarela e segurando uma bandeira do Brasil pouco depois do meio-dia.

O condomínio tem uma esquema de segurança especial, que conta com dezenas de policiais federais e grupos de elite das polícias do Rio. Até atiradores foram colocados em prédios nos arredores. Desde sexta, a Polícia Federal colocou grades cercando a casa de Bolsonaro. Uma cortina camuflada também foi colocada na varanda para afastar os curiosos. Dois furgões (um da Globo e outro de uma produtora) com antenas para transmitir imagens de lá estavam estacionados na frente da residência. As vans das outras emissoras ficaram do lado de fora do condomínio.

Policiais do Core, grupamento de elite da Polícia Civil, vigiavam os arredores da casa. Depois das 14h, o clima de festa aumentou com os moradores fazendo churrasco e dançando ao som de ” O Mito Chegou”, música que embala os apoiadores do candidato do PSL desde início da campanha. Na frente da casa do candidato, a filha de Bolsonaro, Laura, 8, jogava vôlei com amigas. Ele permanecia dentro de casa com os familiares e amigos. Rojões explodiam com um intervalo de quase uma hora entre si.

Na rua ao lado, mais de uma dezena de moradores com camisas do candidato conversavam sobre a eleição enquanto crianças batiam bola. Lá, policiais do Bope (Batalhão de Operações Especiais) da PM viraram atração para os moradores. Eles tiravam fotos com os policiais armados de metralhadoras. Dois furgões do batalhão ficaram estacionados na frente da casa de um dos filhos de Bolsonaro. Os moradores do condomínio de alto padrão já discutiam o futuro governo. “Quero ver esse pessoal [em referência aos opositores] voltando a trabalhar a partir de amanhã” , disse um dos moradores, seguindo com um grupo de amigos para a portaria, local de concentração dos apoiadores de Bolsonaro.

Lá, centenas de eleitores cantavam e festejavam a eleição do capitão reformado mesmo antes da abertura das urnas. “Todos me olharam muito desconfiados, mas não teve agressão. Apenas uma mulher disse que era uma afronta estar vestida assim”, afirmou a universitária Mariana Loureiro, 21, ao entrar no condomínio, com uma camiseta vermelha e adesivos de apoio a Fernando Haddad.  O condomínio de 180 casas é um reduto de aliados do candidato do PSL. Apenas uma tinha uma bandeira em apoio ao petista.

Por volta das 16h, a residência ao lado da de Bolsonaro virou ponto de encontro de apoiadores. O candidato era aguardado, mas até às 17h30 não havia chegado ao local. Apesar de ter casas confortáveis e ficar numa área segura da Barra da TIjuca, zona oeste, o condomínio é considerado vulnerável pelos especialistas em segurança. As residências são muito próximas e sem grades. A preocupação maior dos policiais era a comemoração após a abertura das urnas. Milhares de pessoas se aglomeram na portaria do condomínio.

Foto: Agência Brasil

Foto: Agência Brasil


Link original: https://www.jj.com.br/brasil-e-mundo/vizinhos-de-bolsonaro-fazem-cervejada-e-comemoram-vitoria-antecipadamente/
Desenvolvido por CIJUN