Cultura

No Oscar, 'Babenco' representa o Brasil


Divulgação
A produção foi dirigida por Bárbara Paz e ganhou destaque internacional
Crédito: Divulgação

A Academia Brasileira de Cinema, a ABC, anunciou nesta quarta-feira (18) que o documentário "Babenco: Alguém Tem que Ouvir o Coração e Dizer: Parou", de Bárbara Paz, será o candidato oficial do Brasil para tentar uma vaga entre os indicados ao próximo Oscar de melhor filme internacional.

Sem participação do governo federal, a escolha foi feita por uma comissão formada inteiramente por profissionais do setor. São eles os diretores de fotografia Afonso Beato e Lula Carvalho; os produtores Clelia Bessa, Leonardo Monteiro de Barros, Renata Magalhães e Rodrigo Teixeira; e os cineastas Laís Bodanzky, Roberto Berliner e Viviane Ferreira. Os também cineastas Andre Ristum e Toni Venturi serviram de membros suplentes do grupo.

ADAPTAÇÕES

Por causa da pandemia do coronavírus, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood, responsável pelo Oscar, alterou o calendário da 93ª edição do evento, que em 2021 acontecerá mais tarde. Por isso, também será preciso esperar um pouco mais para saber se a candidatura brasileira vingou.

Pelo calendário do Oscar, no dia 9 de fevereiro será feito o anúncio dos filmes pré-selecionados para a categoria de longas internacionais. Quase um mês depois, no dia 15 de março, a lista completa de quem de fato foi indicado é anunciada. A cerimônia de premiação ficou para o dia 25 de abril de 2021.


Notícias relevantes: