Cultura

Banda de Jundiaí faz jam psicodélica

NOVIDADE Grupo jundiaiense se apresenta no projeto musical do Sesc


Divulgação
A banda Corrosivo 420 apresenta seu instrumental psicodélico
Crédito: Divulgação

Nesta sexta-feira, às 20h, a banda Corrosivo 420 chega nas redes virtuais do projeto musical Sons da Terra do Sesc Jundiaí.

O grupo apresenta sua sonoridade experimental psicodélica e uma diversidade de ritmos que mescla jazz, soul, funk, Coltrane, Santana e FelaKuti. O grupo irá mostrar a música autoral "Papel de Pão", que pode ser conferida nas redes do Sesc.

Entre balanços, beats e synths, os músicos produzem sensações sonoras que ultrapassam a estética estabelecida. A banda possui uma forte intimidade com ensaios abertos em praças e apresentações nos mais variados ambientes públicos.

Formado em 2009, na cidade de Jundiaí, o grupo soma quase 12 anos de estrada e surgiu como um trio em meio a sessions que agitavam a cidade, como a "Quarta Jam", do Hall Bar, a "Jam dos Birutas", no Armazém, e a "Quinta Groove", na Casa 493. Desde então os encontros se tornaram mais frequentes e a formação do "C420" só aumentou. Atualmente a banda é composta por Capitão Branco (guitarra), Gabriel Pão (guitarra), Edison Alves (guitarra/synth), Leonardo Graves Tensos (baixo), Rafael Ampola (trompete), Diego (sax) e Bruno Omnia (bateria).

O grupo carrega na bagagem um álbum, um EP e três singles. "Volume 1", lançado em 2012, traz cinco faixas de psicodelia instrumental. Em 2015, lançaram o single 'Detector de Fumaça', gravado no Mark Studio. No ano seguinte, a banda foi escolhida para o Projeto Rubber Tracks, da Converse, o que rendeu a estreia do primeiro EP com "Umoja" e "Tira à Paisana/ Desbaratinador de Cachorro", gravado no Family MobStudios. Em 2019, lançaram dois singles 'Papel de Pão' e 'Fino de Pontas', distribuído pela gravadora ONErpm.


Notícias relevantes: