Cultura

Balé de SP abre temporada de 2021

RETORNO Após um ano, companhia paulistana apresenta espetáculos


Divulgação
Cena da coreografia "A Casa", que abre o espetáculo no dia 25 desse mês
Crédito: Divulgação

Após um ano longe dos palcos por conta da pandemia causada pelo novo coronavírus, o Balé da Cidade de São Paulo se prepara para o retorno com a estreia de duas criações.

No dia 25 de fevereiro, às 20h, o Balé da Cidade apresenta um espetáculo com duas coreografias: "A Casa", de Marisa Bucoff e "Transe", de Clébio Oliveira. As apresentações seguem nos dias 26 e 27, no mesmo horário, e no dia 28 (domingo), mais cedo, às 17h. Os ingressos custam R$80 e R$40 (meia). A venda de ingressos está sendo feita exclusivamente pelo site do Theatro Municipal de São Paulo.

A coreografia "A Casa" será transmitida gratuitamente ao vivo no dia 27, sábado, às 20h, pelo canal do YouTube do Theatro Municipal. Já "Transe" terá transmissão ao vivo no dia 28, domingo.

"A Casa", criada pela bailarina e coreógrafa Marisa Bucoff (que integra há 21 anos o Balé da Cidade), teve como ponto de partida o isolamento social e o período que estamos vivenciando. No palco, o público verá uma casa representada ora de maneira literal, com algumas poucas mobílias que compõe a montagem, ora de maneira simbólica. A coreografia conta com trilha sonora original especialmente composta pelo músico Ed Côrtes, desenho de luz de Mirella Brandi e figurinos de João Pimenta.

"Transe", de Clébio Oliveira, coreógrafo e bailarino convidado, que já flertava com a companhia há 15 anos, traduz uma pesquisa minuciosa sobre os diversos tipos de transe (estado entre a vigília e o sono) em uma espécie de catarse coletiva e ao mesmo tempo individual, no palco. Possui trilha sonora original especialmente composta por Matresanch, desenho de luz de Mirella Brandi, figurino de João Pimento e visagismo de Tiça Camargo.


Notícias relevantes: