Cultura

Grupo de sarau dá início a projeto


Divulgação
O Grupo Rosas Periféricas dá início a programação do projeto de saraus
Crédito: Divulgação

O Grupo Rosas Periféricas, atuante no Parque São Rafael, Zona Leste de São Paulo, dá início à programação de "Rosas Faz 10 Anos - Memórias de Um Teatro Maloqueiro".

O projeto tem duração de dois anos e a primeira etapa já está em andamento. As atividades abertas ao público (todas gratuitas, pelas redes sociais do grupo) começam com o "Sarau da Antiga 28 Pergunta", uma série de quatro encontros virtuais, nos quais o sarau do Rosas Periféricas recebe tradicionais saraus da cidade de São Paulo para uma entrevista e homenagem.

O primeiro acontece neste sábado (27), às 17h, com Sérgio Vaz do Sarau da Cooperifa. Em abril (27), é a vez de Germando Gonçalves apresentar o seu Sarau Urbanista Concerto.

O projeto "Rosas Faz 10 Anos - Memórias de Um Teatro Maloqueiro" busca visibilidade e possibilidade de pesquisa para o grupo de teatro que trabalha em um dos extremos da grande metrópole. Sua produção parte de pesquisas e estudos imersivos no universo da mulher e da criança, no trabalho e na memória do bairro.

Durante dois anos, o projeto reunirá profissionais, artistas e projetos atuantes no mesmo universo do Rosas Periféricas, que compartilham experiências e trabalhos, tecendo uma rede cultural na periferia: Saraus convidados (Cooperifa, Urbanista Concreto, Kintal e Elo da Corrente), oficineiros de arte para crianças e jovens (oficinas de Brincadeiras de Rua, Percussão Afro-brasileira, Escrita Criativa - Cenopoesia, Passinho, Rimas e História do Funk), mulheres de representatividade no teatro no comando de rodas de conversa (Marta Baião e Fernanda Haucke) e coletivos teatrais com suas pesquisas e vozes inspiradoras.

informações

Facebook: @rosas.perifericas

 


Notícias relevantes: