Cultura

Diversidade é fator ressaltado em 2021


Divulgação
"Minari" está concorrendo ao prêmio de melhor filme em 2021
Crédito: Divulgação

Este ano, o Oscar bateu o recorde de diversidade e não apenas graças à pandemia que mudou os planos de Hollywood. Um dos fatores da mudança foi a reforma iniciada pela Academia, que organiza a premiação de maior prestígio do cinema americano, para ampliar o número de membros e fazer com que reflitam mais o conjunto da sociedade.

O falecido Chadwick Boseman e Viola Davis ("A Voz Suprema do Blues"), Daniel Kaluuya ("Judas e o Messias Negro") e a sul-coreana Youn Yuh-jung ("Minari") têm boas chances de vitória no domingo (25) nas categorias de interpretação. Chloé Zhao, nascida na China, é a favorita para o Oscar de direção por "Nomadland".

Em 2015 foi criado a campanha #OscarsSoWhite para denunciar a grande maioria de candidatos brancos indicados pela Academia.


Notícias relevantes: