Cultura

Sesc reabre para visitas presenciais


Divulgação
A exposição das obras de Sidney Amaral vai até dia 4 de setembro
Crédito: Divulgação

Até o dia 4 de setembro de 2021, o Sesc Jundiaí apresenta a exposição inédita "Viver até o fim o que me cabe! - Sidney Amaral: uma aproximação", mostra que homenageia a trajetória do artista Sidney Amaral (1973 - 2017).

A visitação presencial gratuita, com tempo de uma hora e limite de até 5 pessoas por sessão, acontece de terça a sexta-feira, das 14h às 19h e aos sábados das 10h30 às 13h30. O agendamento deve ser feita pelo site.

Com curadoria de Claudinei Roberto da Silva, a exposição reúne trabalhos que transitam entre as linguagens do desenho, da pintura e da escultura, além de cadernos do artista e obras em processo.

Sidney Amaral pertenceu a uma geração de jovens artistas afro-brasileiros contemporâneos que trouxeram ao público e à crítica especializada uma produção potente, de qualidade formal, em consonância aos elaborados arranjos conceituais que não dispensam densidade poética.

Entre os objetivos da curadoria está aproximar o público de um recorte da vasta produção deste artista que faleceu precocemente e, também, inserir a obra de Amaral no conjunto de ações que dão visibilidade à produção de artistas afrodescendentes e contribuem para o surgimento e afirmação de uma sociedade mais plural e democrática. A mostra evidencia a versatilidade e competência do artista no emprego de materiais e técnicas diversas, comprometida com um elevado projeto estético e ético.

Nascido de família proletária, na periferia da zona norte da cidade de São Paulo, Sidney Amaral manifestou precocemente seu interesse pela arte. Com intensa atividade desde o final da década de 1990 e um Prêmio Funarte de Arte Negra na bagagem, o artista participou de expressivas mostras nacionais e internacionais.

Agendamento

bit.ly/sidneyamaral

 


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: