Cultura

MAM apresenta instalação inédita


DIVULGAÇÃO
Obra Campo Fraturado SOS pode ser vista como chamado de atenção
Crédito: DIVULGAÇÃO

O Museu de Arte Moderna de São Paulo começou nesta segunda-feira (25) a apresentação da instalação Campo Fraturado SOS, da artista Ana Maria Tavares, no Projeto Parede. A obra inédita é composta por imagens manipuladas digitalmente e os ingressos são vendidos on-line.

Criada especialmente para o Projeto Parede, a obra tem como inspiração a série Airshaft para Piranesi, trabalho desenvolvido pela artista desde 2008, composto por imagens digitais, vídeo e videoinstalação. Na série, a artista estabelece diálogo com a obra Carceri d'Invenzione, do século 18, do arquiteto e gravurista italiano Giovanni Battista Piranesi.

As obras do projeto são exibidas na Sala Milú Villela e o espaço entre a sala e o saguão da entrada do museu foi transformado em uma paisagem mineral metalizada, modulada por detalhamentos enquadrados e por uma espécie de caligrafia tátil com a sigla SOS escrita em Braille.

"Da mesma forma como Piranesi retoma as 'históricas ruínas arquitetônicas com um design imaginário orientado para o futuro', tomo fragmentos de imagens da série Airshaft e a superfície ampla do mármore como campo para uma montagem ficcional", explica Ana Maria Tavares.

Campo Fraturado SOS pode ser visto como um chamado. "De certa forma, a obra é um alerta, quase uma visão em abismo das sobras das marcas da humanidade na terra", diz Ana Maria Tavares.

VISITAS

As visitas ocorrem com hora marcada e o número de pessoas por sala é limitado, com uso de máscara obrigatório e dispositivos de álcool em gel espalhados em pontos estratégicos do museu.

Os ingressos estão disponíveis apenas on-line pelo site http://www.mam.org.br/ingresso

 


Notícias relevantes: