Cultura

Museu reabre para visitação presencial


Divulgação
O Museu de Arte do Rio (MAR) reabriu ao público ontem (29), às 12h
Crédito: Divulgação

O Museu de Arte do Rio (MAR) e o Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (IHGB) inauguraram ontem (29), às 12h, a exposição "Imagens que não se conformam". A entrada é gratuita e o horário se estenderá até as 18h. A mostra reúne obras históricas e contemporâneas.

A escolha do nome da exposição "Imagens que não se conformam" nasceu de um diálogo entre Marcelo Campos, curador-chefe do MAR, e Paulo Knauss, sócio do instituto histórico, sobre como expor uma coleção com obras mais antigas e como elas poderiam vir para o presente.

Cerca de 200 itens estarão expostos, entre vídeos, fotografias, pinturas, manuscritos, lambe-lambes e esculturas.

A exposição ficará aberta até outubro próximo, de quinta-feira a domingo, no horário de 12h às 17h. Serão admitidas na galeria 20 pessoas por vez. O museu está equipado segundo as determinações da Organização Mundial da Saúde (OMS) para receber o público presencialmente em suas instalações.

Foi estabelecido limite de entrada de pessoas no elevador, visando evitar possibilidade de contágio pelo novo coronavírus. O uso de máscaras é obrigatório, bem como a obediência ao distanciamento social. Frascos de álcool gel estão disponíveis em todas as instalações do museu.

Entre os destaques da curadoria do Instituto Histórico está o crânio do homem de Lagoa Santa, uma das raridades da coleção. Descoberto por meio de pesquisas paleontológicas realizadas entre 1801 e 1890 pelo dinamarquês Peter Wilhelm Lund nas grutas da região mineira de Lagoa Santa.

(Das Agências)


Notícias relevantes: